VESTIBULAR INDIGENA

Indígenas de nove estados estão entre os concorrentes.

Quatrocentos e noventa e cinco indígenas de diversas etnias do Paraná e de outros oito estados brasileiros participam nesta quinta (10) e sexta-feira (11) do Vestibular dos Povos Indígenas do Paraná.
O concurso é realizado no Centro de Estudos Sociais Aplicados (CESA), no campus da Universidade Estadual de Londrina (UEL), em duas etapas: nesta quinta-feira, os candidatos passam por prova oral de língua portuguesa. Na sexta-feira, a avaliação é objetiva, com 40 questões, além de redação. O vestibular específico para indígenas, criado por lei estadual em 2001, oferece seis vagas em cada uma das sete universidades do estado, além de dez vagas na Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba.
Desta vez, os indígenas são provenientes de reservas de todo o Paraná e dos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Bahia, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Amazonas.
Diferentemente de um concurso tradicional, no vestibular indígena o candidato escolhe apenas a universidade onde deseja estudar, e não o curso. A escolha da graduação é feita pelo aluno no ato da matrícula.