nina-pacari192502

A dirigente indígena kichwa do Equador, Nina Pacari, de visita à Guatemala, convocou os povos originários a trabalharem pela unidade na luta a nível continental e promoção dos princípios destas nações. Durante um encontro com membros do Comitê Executivo Nacional do Movimento Político Winaq, a ativista social incentivou a continuar batalhando pela democratização do acesso a uma justiça real e pela inclusão política dos indígenas de Abya Yala ou América Latina.

com seus anfitriões algumas experiências de seu trabalho como parte do movimento indígena de seu país, mas também com advogada, em particular na defesa dos Direitos Coletivos dos Povos.
“No Equador tem ficado claro que enquanto povos demonstramos capacidade na administração pública, mas não é o fim último da luta”, declarou.
E acrescenta: “Os espaços de decisões de maneira coletiva, como princípio dos povos originários, devem se fazer valer como instrumentos legais tanto nacionais como internacionais para democratizar a participação política dos povos originários”.Na opinião de Pacari, a construção pela vigência dos direitos das nações autóctones, e o reconhecimento como sujeitos sociais de direito são necessários para a construção dessa democracia participativa e inclusiva.

A equatoriana também se encontrou com o deputado de Winaq, Amilcar Pop, também de origem indígena, advogado de profissão e reconhecido defensor dos direitos indígenas que representa mais de 43% da população total na Guatemala.

Pacari prevê se reunir com membros de outras organizações civis indígenas e funcionários do setor judiciário, com a intenção de promover os princípios dos povos originários.

Fonte: Prensa Latina