WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom ponte ilheus

agosto 2016
D S T Q Q S S
« jul   set »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


:: 19/ago/2016 . 9:57

Fazendeiros são presos acusados de ataque a índios

fazendeiros presos 1

Cinco produtores rurais do município de Caarapó foram presos preventivamente na manhã de ontem pela Polícia Federal acusados de envolvimento na tentativa de retirada violenta de indígenas da Fazenda Yvu, em junho deste ano, quando os Guarani-Kaiowá invadiram as terras.

O conflito resultou na morte do agente de saúde indígena Claudioude Aquileu Rodrigues de Souza, 20 anos, no dia 14 de junho e na lesão de outros nove por arma de fogo.

Segundo a Assessoria de Comunicação do Ministério Público Federal (MPF), os mandados foram cumpridos por agentes da Polícia Federal em Dourados, Campo Grande, Caarapó e Laguna Caarapã, que também realizaram buscas e apreensões. :: LEIA MAIS »

Parteiras Indígenas são certificadas e recebem kits em último dia de encontro no Jordão

PARTEIRAS INDIGENAS

Parteiras Indígenas são certificadas e recebem kits em último dia de encontro no Jordão « Notícias do Acre Parteiras Indígenas são certificadas e recebem kits em último dia de encontro no Jordão – Notícias do Acre

Durante a tarde desta quinta-feira, 18, a equipe da Divisão da Mulher da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) e do Dsai coordenou a solenidade de entrega dos kits de parteira e dos certificados para as 30 indígenas que participaram do encontro.

:: LEIA MAIS »

PF e MPF trocam farpas sobre demora para prender envolvidos na morte de índio

pfluiz

PF diz que MPF pediu prisão, mas não deu endereço

Celso Bejarano

Polícia Federal e Ministério Público Federal trocaram farpas por meio de notas emitidas à imprensa, na manhã desta quinta-feira (18), logo depois da operação que cumpriu mandados de prisão contra cinco fazendeiros supostamente envolvidos na morte de um índio, em junho passado, numa fazenda situada nos arredores da cidade de Caarapó.

O MPF acusou a PF de atrasar as prisões em 44 dias. A PF rebateu sustentando que o MPF pediu a prisão dos suspeitos, mas não deu endereço deles, daí a demora. :: LEIA MAIS »

Garimpeiros são retirados da Terra Indígena Zo’é, no oeste do Pará

VIATURA

Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil

Uma operação conjunta – envolvendo Polícia Federal, Ibama, Funai, Ministério Público Federal (MPF), Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio) e a Secretaria de Segurança do Pará – fechou um garimpo localizado no município paraense de Oriximiná, próximo à Terra Indígena Zo’é – no oeste do estado, na chamada Zona Intangível das Florestas Estaduais Trombetas e Paru.

Oito garimpeiros já foram detidos na região que, segundo o MPF, não pode receber nenhum tipo de exploração econômica, medida adotada com o objetivo de evitar a transmissão de malária aos Zo’é. Em 2006, 80% da população indígena foram contaminados pela doença por conta da presença de madeireiros nas proximidades da terra indígena. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia