ministra_carmen_lucia_e_indigenas-580x330

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, reuniu-se nesta terça-feira (20) com o presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), general Franklimberg Ribeiro de Freitas, para tratar dos processos envolvendo demarcação de terras indígenas que estão judicializados.

“Vim a convite da ministra Cármen Lúcia para prestar informações sobre os processos de demarcação de terras indígenas. A presidente mostrou um quadro grande de processos que estão judicializados e a necessidade de o Estado brasileiro tomar alguma providência para que seja reduzido esse número”, informou o presidente da Funai.  

Segundo ele, o órgão fará, a pedido da ministra Cármen Lúcia, levantamentos sobre o assunto com o objetivo de otimizar a demarcação das terras indígenas. De acordo com o general Franklimberg, existem hoje 111 áreas indígenas em todas as regiões brasileiras que estão em processo de demarcação. Dessas, 11 estão judicializadas e são consideradas prioridade