WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

academia vip

julho 2017
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


:: jul/2017

Cantora indígena Djuena Tikuna lançará primeiro disco no Teatro Amazonas

Djuena, que é a primeira artista indígena a ser protagonista de uma apresentação no Teatro Amazonas. A CRÍTICA

“Porque somos como os pássaros multicoloridos: apesar de belos, cantamos melhor em revoada”, afirma a cantora Djuena Tikuna, 32. É assim que ela fala dos “parentes”, termo comum entre os povos indígenas, independente de raiz consanguínea. Ela está prestes a realizar um grande sonho: no dia 23 de agosto, a cantora vai lançar o primeiro disco de sua carreira no templo da Belle Époque amazonense. E ela quer levar comunidades indígenas de Manaus e entornos para celebrar com ela essa conquista, uma vez que Djuena é a primeira artista indígena a ser protagonista de um show no Teatro Amazonas. :: LEIA MAIS »

Parecer do Governo sobre demarcação indígena é retrocesso de 50 anos

Transferência indígena em avião da Força Aérea
Autor de livro que estudou a política do Governo em relação aos indígenas na época da ditadura militar, jornalista afirma acreditar que regra acentuará conflitos no campo                                                   

Por Talita Bedinelli
Entre outubro de 2013 e setembro de 2015, o jornalista Rubens Valente, repórter da Folha de S.Paulo, debruçou-se sobre arquivos do Governo federal, entrevistou 80 pessoas e percorreu 14.000 quilômetros entre dez Estados brasileiros. Queria desvendar as histórias, pouco conhecidas, de como os indígenas foram tratados na época mais obscura da história do Brasil, a ditadura militar. O resultado está no livro Os fuzis e as flechas: História de sangue e resistência indígena na ditadura (Companhia das Letras, 2017). A narrativa mostra como o contato com grupos, muitos que viviam até então isolados na selva, ora praticamente dizimou etnias inteiras, ora deslocou-as para terras com as quais eles não tinham qualquer ligação cultural. Para dar lugar a rodovias, hidrelétricas ou afastá-los de grupos econômicos caros ao Governo, como os fazendeiros, muitos índios perderam suas terras para sempre e, alguns, a própria vida. :: LEIA MAIS »

ONU: Dez anos após declaração internacional, indígenas sofrem exclusão, desrespeito e assassinatos

Relatora especial das Nações Unidas sobre os direitos dos povos indígenas, Victoria Tauli-Corpuz, durante reunião na Serra do Padeiro. Foto e Texto: ONU

Em seu décimo aniversário, a Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas enfrenta sérios obstáculos para proteger populações tradicionais em todo o mundo.

Segundo a relatora especial da ONU para os direitos dos povos indígenas, Victoria Tauli-Corpuz, a expansão das indústrias extrativistas, do agronegócio e dos ‘megaprojetos’ de desenvolvimento e infraestrutura que invadem as reservas ainda permanecem como as principais ameaças para a maioria dos povos indígenas. Em seu décimo aniversário, a Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas enfrenta sérios obstáculos para proteger populações tradicionais em todo o mundo.

:: LEIA MAIS »

ENCONTRO DE CULTURAS: Aldeia Multiétnica promove integração e fortalecimento de indígenas

Cada dia, o ritmo da aldeia segue as tradições e costumes de uma das etnias. / Marcelo Santos Braga/ Brasil de Fato

11ª edição do evento reúne índios de oito etnias diferentes, que convivem e aprendem com as tradições de outros povos

Intercâmbio de culturas, fortalecimento das tradições, fonte de renda através da venda de artesanatos e pinturas, apresentações das suas histórias e costumes. Esses são alguns dos propósitos da XI Aldeia Multiétnica, realizada de 15 a 21 de julho, na Chapada dos Veadeiros (GO).

Cerca de 280 índios de oito etnias receberam aproximadamente quinhentos visitantes por dia, além de trinta viventes, como são chamados aqueles que se alojam na aldeia com os indígenas e acompanham todas as atividades. Na festa de encerramento mais de mil pessoas presenciaram as apresentações.

:: LEIA MAIS »

Governo do Estado lança em Ilhéus a Estrada do Chocolate

idealizador e coordenador do Chocolat Bahia, o publicitário Marco Lessa, fala da importância do projeto. Foto: Daniel Thame/GOVBA

O Governo do Estado lançou o projeto de implantação da Estrada do Chocolate em Ilhéus, no sul da Bahia, durante o Festival Internacional do Chocolate e Cacau – Chocolat Bahia 2017. No roteiro, os turistas conhecerão a cultura do cacau e a produção do chocolate, por meio de visitas a fazendas existentes ao longo da BA-262, com sítios históricos, rios, cachoeiras e áreas de preservação ambiental.
Este será o primeiro roteiro turístico temático da Bahia e, inicialmente, vai abranger os municípios de Ilhéus e Uruçuca. O projeto foi lançado pelo secretário do Planejamento e vice-governador, João Leão, neste sábado (22), com as presenças dos secretários de Turismo, José Alves, e Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, além do coordenador do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, Jonas Paulo.

:: LEIA MAIS »

JOVEM INDÍGENA FOI ENCONTRADA

                                                                 A jovem indígena encontrada pela polícia militar

Em vídeo divulgado nas redes sociais, a liderança indígena do município de Santa Cruz Cabrália, Zeca pataxó,  comunicou o final do sumiço de sua filha, a jovem Jessica Ferreira, de 16 anos, que estava desaparecida desde do dia  14 (sexta-feira). A adolescente saiu para ir a escola pela manha e desapareceu. Segundo informações do próprio Zeca, varias diligencias foram efetuadas  pela polícia militar para encontrar a sua filha, que tiveram êxito na busca e nas prisões dos criminosos. No vídeo Zeca Pataxó, demonstrando tranquilidade fala do fato ocorrido, onde agradece a todos que foram solidários e colaboraram como também dá maiores detalhes sobre o caso.

UNICEF promove seminário no Acre sobre educação e saúde de jovens indígenas

Foto: Divulgação/Secom/Arquivo W&M

Para discutir desafios enfrentados pelos jovens indígenas do Brasil, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) promove na sexta-feira (14), em Cruzeiro do Sul, no Acre, o Seminário Atenção à Criança e ao Adolescente Indígena no Selo UNICEF – Edição 2017/2020. Evento abordará estratégias para reduzir a mortalidade, a desnutrição infantil e o sub-registro civil de nascimento, além de debater iniciativas para melhorar a educação das crianças e adolescentes. :: LEIA MAIS »

Educação: Curso propõe reflexão inspirada na formação de educadores indígenas

Atividade da SBPC Afro e Indígena, o minicurso Diversidade, interculturalidade e educação indígena propõe reflexões sobre as possibilidades de descolonização com base nas experiências no curso de Formação Intercultural para Educadores Indígenas (Fiei), oferecido pela Faculdade de Educação (FaE) da UFMG. O público-alvo são estudantes, lideranças indígenas, intelectuais, além de pesquisadores da temática e demais interessados.

As aulas serão ministradas por Marina de Lima Tavares e Juarez Melgaço Valadares, professores do Fiei. Ele conta que a ideia de oferecer o curso surgiu da necessidade de divulgar a questão indígena no Brasil e, assim, combater o preconceito. :: LEIA MAIS »

Justiça Eleitoral: Propaganda Antecipada e Enganosa

Propaganda enganosa e criminosa

No dia 27 de abril, foi oferecida uma representação ao MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORA, por prática de propaganda eleitoral antecipada em benefício de Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto, suposto candidato a Governador nas eleições de 2018 na Bahia, que tem fortes ligações com o ex-ministro Geedel Vieira Lima, preso por corrupção.  O crime é realizado através de adesivo em veículo de placa policial DEM 0807, que tem como suposto dono Marcos Costa Lima Bonfim. Os fatos geraram também a instauração de um “PROCEDIMENTO PREPARATÓRIO ELEITORAL” de  nº01.14.000.001268/2017-74, com a finalidade de apurar a ocorrência, a pedido do Dr. Ruy Nestor Bastos de Mello – Procurador Regional Eleitoral.

Fato é que, mesmos diante da ação, o citado veículo, continua circulando pelas ruas e avenidas,  e estacionado em vários pontos da cidade de Ilhéus, fazendo a propaganda eleitoral antecipada, e enganosa.

Entidades criticam nomeação de general como presidente da Funai

Indígenas fazem manifestações em Brasília

A nomeação do general da reserva Franklimberg Ribeiro de Freitas à presidência da Funai (Fundação Nacional do Índio) desagradou a pelo menos 28 entidades da sociedade civil. Em nota publicada na 5ª feira (13.jul.2017), os ativistas acusam o governo federal usar cargo como moeda de troca. Também afirmam haver “subordinação da política indigenista ao interesses da banca ruralista no Congresso Nacional”

A exoneração de Costa foi publicada no Diário Oficial da União em 5 de maio, 4 dias após índios gamela serem atacados no Maranhão. Autoridades locais disseram que a Funai tinha responsabilidade no caso, por não ter feito o reconhecimento oficial da etnia. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia