WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

embasa sesab bahia

abril 2020
D S T Q Q S S
« mar   mai »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  


:: abr/2020

BA: Deputada Neusa defende fomento para economia solidária e agricultura familiar

Deputada Neusa Cadore - AscomDeputada Estadual Neusa Cadore defende fomento para economia solidária e agricultura familiar

Linha de crédito emergencial com juros subsidiado pela Agência de Fomento do Estado da Bahia (DESENBAHIA), para o fortalecimento da agricultura familiar e a economia solidária durante a crise provocada pelo coronavírus. A proposta é defendida pela deputada estadual Neusa Cadore em indicação (IND/24.178/2020) apresentada na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), nesta terça (28), para o governo do Estado.

“É primordial assegurar a produção e a comercialização dos produtos da agricultura familiar e da economia solidária nesse período de pandemia, sobretudo diante da inclusão econômica e da geração de renda que esses setores econômicos promovem”, defende Neusa, que preside a Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Alba. :: LEIA MAIS »

Situação dos povos indígenas do Brasil diante do Covid-19

Desrespeito dos direitos dos povos indígenas

No Brasil, lutar contra a disseminação do Covid-19 é também lutar contra o presidente Jair Bolsonaro, que continua negando a gravidade do vírus e recomenda publicamente não seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde, especialmente no que diz respeito à medidas de confinamento social. Segundo ele, o vírus seria apenas “uma gripezinha” e, portanto, não teria razões para paralisar a economia. Ele divulga constantemente informações falsas sobre o Covid-19 e incentiva o uso da hidroxicloroquina. Em 16 de abril, em meio da pandemia, Bolsonaro decidiu demitir o ministro da Saúde – Luiz Henrique Mandetta – que recomendava a continuação do confinamento social como estratégia contra a propagação do vírus. Esta decisão de demissão teve fortes repercussões na imprensa e nas redes sociais e foi amplamente criticada por parte da população, parlamentares, governadores e celebridades. O comportamento de Bolsonaro mostra mais uma vez sua incapacidade de administrar um país, preferindo colocar a população em perigo em vez de protegê-la. Neste contexto, populações vulneráveis ​​no Brasil – incluindo os povos indígenas – são ainda mais afetadas. :: LEIA MAIS »

Em tempos de coronavírus, indígenas fazem acampamento virtual

Indígenas no Acampamento Terra Livre, em Brasília, no ano passado.Foto: Walney Magno

Em quarentena pelo avanço da covid-19, lideranças indígenas canalizam para as redes mobilização de pautas essenciais para os povos tradicionais do Brasil

O estado de emergência causado pelo novo coronavírus impediu a realização presencial do Acampamento Terra Livre (ATL), evento que reúne todos os anos, em abril, milhares de indígenas de diversas etnias em Brasília para discutir e apresentar soluções para a defesa de seus territórios e direitos.

O ATL, contudo, está acontecendo, mas virtualmente, com uma série de discussões, transmissões ao vivo e apresentações culturais orientadas a estimular a mobilização indígena e denunciar o cenário de omissão do Estado brasileiro quanto a esses povos. Para tanto, é imprescindível mostrar que o atual governo vem seguindo à risca a inconstitucional promessa de não demarcar os territórios, agravando conflitos, violências e a vulnerabilidade social de diversos grupos. :: LEIA MAIS »

Deputado Marcelino Galo: Dia Internacional da Dança é lembrado nesta sexta-feira

ARTE

Hoje, 29 de abril, se celebra o Dia Internacional da Dança, que foi criado nos anos 80, pelo Comitê Internacional da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO). Em suas redes sociais o deputado estadual Marcelino Galo, lembrou que a iniciativa foi para homenagear um mestre do balé francês, Jean-Georges Noverre, conhecido por ter escrito uma das obras sobre a dança mais importantes da história, Lettres sur La Danse ou “As Cartas Sobre a Dança”. :: LEIA MAIS »

Ação Bahia: Combate e prevenção ao coronavírus para povos e comunidades tradicionais

Essa semana o programa Ação Bahia – Povos Tradicionais, da TVI de Itabuna, teve como foco principal a pandemia do Covid-19. Através de vídeos gravados pelos participantes. Magnólia Gouveia que comanda o programa, exibiu depoimentos, informações e ações de prevenção ao coronavírus nas comunidades tradicionais do estado. Nesta edição o programa contou com a participação de lideranças dos povos tradicionais, dentre elas os caciques Juvenal Payayá, Valdelice Amaral Tupinambá, Zeca Pataxó, o médico Indígena Vazigton Guedes, a liderança Quilombola José Ramos, o cantor Calinhos Brown, além do deputado estadual Marcelino Galo, e do deputado federal Afonso Florence. Confira clicando no vídeo acima.

BA: Jerônimo Rodrigues assina artigo no A Tarde em comemoração ao Dia da Educação

AAAA

O Secretário da Educação do Estado da Bahia, Jerônimo Rodrigues, assina um artigo na edição do Jornal A Tarde desta terça-feira (28), para marcar o Dia  da Educação.
 A passagem do Dia da Educação, hoje, ocorre sob a tensão de uma pandemia capaz de interromper aulas, confinar crianças e jovens em suas residências e desenhar uma grande interrogação sobre a cabeça de pais e professores.
Leia.
Para reduzir a angústia, um parceiro tem sido o Ministério Público do Estado, ao encaminhar 47 recomendações a fim de garantir o direito à educação nesta quarentena, além de acompanhar medidas de enfrentamento da peste.

 Clique aqui para ler a íntegra do texto

Ações adotadas no Hospital Regional Costa do Cacau continua firme com o combate ao COVID-19

HRCC Foto BLOG
A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), já adotava medidas, monitorava
casos suspeitos e publicava boletins epidemiológicos, mesmo antes do primeiro caso
notificado do novo coronavírus (COVID-19) no Brasil, confirmado pelo Ministério da
Saúde, em 26 de fevereiro de 2020, em São Paulo. :: LEIA MAIS »

Deputado quer cancelar norma que pode facilitar venda de terras indígenas

a i ndigrnas ricos

A Fundação Nacional dos Índios (Funai) mudou, no último dia 16, os procedimentos e critérios para a emissão de Declaração de Reconhecimento de Limites, o que foi encarado pela oposição como um “claro objetivo de facilitar a venda de áreas em Terras Indígenas (TIs), tratando-se de uma
ofensa à legislação brasileira”. Para revogar essa Instrução Normativa, o líder do PSB na Câmara, Alessandro Molon (RJ), criou um Projeto de Decreto Legislativo (PDL). :: LEIA MAIS »

Yanomami: MPF cobra ações para impedir coronavírus na terra indígena

Garimpo em terra indígena (Foto: Arquivo cedido pela Hutukara Associação Yanomami)
Objetivo é que União, Funai, Ibama e ICMBio realizem medidas contra o avanço do garimpo e outros crimes ambientais, que aumenta o contato com a população indígena isolada
A realização de crimes ambientais na Terra Indígena Yanomami, em Roraima, pode acarretar no aumento de contágio do novo coronavírus por conta do contato com comunidades isoladas. Em razão disto, o Ministério Público Federal (MPF-RR) ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP), com pedido de tutela provisória de urgência, cobrando medidas da União, a Fundação Nacional do Índio (Funai), o Instituto Nacional do Meio Ambiente dos Recursos Naturais (Ibama) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia