Deputada Neusa Cadore - AscomDeputada Estadual Neusa Cadore defende fomento para economia solidária e agricultura familiar

Linha de crédito emergencial com juros subsidiado pela Agência de Fomento do Estado da Bahia (DESENBAHIA), para o fortalecimento da agricultura familiar e a economia solidária durante a crise provocada pelo coronavírus. A proposta é defendida pela deputada estadual Neusa Cadore em indicação (IND/24.178/2020) apresentada na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), nesta terça (28), para o governo do Estado.

“É primordial assegurar a produção e a comercialização dos produtos da agricultura familiar e da economia solidária nesse período de pandemia, sobretudo diante da inclusão econômica e da geração de renda que esses setores econômicos promovem”, defende Neusa, que preside a Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Alba. “Se o campo não planta a cidade não janta”, lembra a parlamentar, explicando que a agricultura familiar produz o correspondente a 70% do alimento que vai para a mesa. Neusa aponta ainda que a economia solidária reúne um conjunto de iniciativas econômicas geridas por associações e grupos de produtores, cooperativas de agricultura familiar; cooperativas de coleta e reciclagem, redes de produção, comercialização e consumo; bancos comunitários; cooperativas de crédito, dentre outros, localizados no campo e na cidade.

A deputada disse que o fortalecimento desses segmentos produtivos foi uma importante marca dos governos baianos nos últimos 13 anos, o que contribuiu na promoção da inclusão social e a melhoria da qualidade de vida de milhões de baianos, mas que no âmbito nacional, após o golpe na presidenta Dilma, houve uma rápida desconstrução das políticas públicas em nível federal. Segundo Neusa, tais retrocessos, somados aos efeitos da pandemia, fragilizam ainda mais esses setores.

Ascom