free-fire

Nos últimos dias 4 e 5 de setembro ocorreu o primeiro torneio de Free Fire organizado e disputado exclusivamente por indígenas, com a finalidade de aproximar jovens de diferentes etnias

A iniciativa do Movimento da Juventude Indígena de Rondônia reuniu 56 jogadores divididos em 14 equipes, que em sua maioria era de uma mesma etnia. Os povos que participaram foram Apurinã, Cinta Larga, Juma, Karitiana, Muduruku, Surui, Tupari e Uru Eu Wau Wau.

A final foi entre etnias Karitiana e Cinta Larga, a segunda levou a melhor no desempate, saiu campeã e levou a premiação de R$ 200.

Os organizadores revelaram que os jogadores já estão pedindo mais edições do torneio posteriormente.

Mesmo com o sucesso da competição, alguns jogadores sofreram com problemas de conexão por conta da precariedade da internet em algumas aldeias.

Conheça o jogo

Free Fire é um jogo de celular do gênero battle royale onde até 50 jogadores caem de paraquedas em uma ilha com a finalidade de ser o último sobrevivente.

Atualmente o jogo, que completou 3 anos nesse mês de setembro, conta com mais de 60 milhões de jogadores.

O game pode ser jogado até em celulares menos potentes, o que criou uma base de fãs muito abrangente e que não para de crescer.

E para ficar por dentro das novidades do Free Fire, esports, jogos, músicas, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.