WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ponte pontal ilheus secom bahia

novembro 2020
D S T Q Q S S
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  


:: 13/nov/2020 . 7:41

Candidaturas indígenas fortalecidas na Bahia “vamos vencer mais essa luta”

O Indígena Cláudio Magalhães em uma cerimônia na aldeia, com o cacique Alício do Amaral.

Em Ilhéus o candidato Cláudio Magalhães de Olivença, se destaca para uma vaga no legislativo Municipal

Na Bahia com mais de 130 candidatos indígenas concorrendo as cadeiras no legislativo municipal, nos 46 municípios, das diversas etnias e partidos no estado, reafirma sua posição como uma das que mais sentiram a grande necessidade de ampliação nos números de representantes nas câmaras de vereadores dos municípios em que vivem. :: LEIA MAIS »

PR: Vestibular dos Povos Indígenas já está com inscrições abertas

Começa neste domingo (21) o XVIII Vestibular dos Povos Indígenas no Paraná. Com participação recorde, a edição deste ano tem 852 candidatos inscritos. Em 2017 foram 754. No total, serão 52 vagas disputadas, sendo seis vagas para cada universidade estadual e dez disponíveis na Universidade Federal do Paraná. - Curitiba, 18/10/2018. -- Foto: Divulgação SETI

Estão abertas as inscrições para o 20º Vestibular dos Povos Indígenas do Paraná, para ingresso no ano letivo de 2021. As inscrições são gratuitas e seguem até o dia 7 de dezembro, no portal da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), instituição organizadora do concurso esse ano.

As provas serão nos dias 11 e 12 de abril, para as vagas nos cursos de graduação das sete Universidades Estaduais do Paraná e na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Podem participar do vestibular estudantes indígenas que tenham concluído o Ensino Médio e que não possuam curso superior. No caso de escolha de um curso ofertado pelas universidades estaduais, o candidato deverá comprovar que pertence a uma comunidade indígena do território paranaense.

O processo de inscrição será totalmente eletrônico. O candidato deverá preencher inicialmente o formulário disponível AQUI e anexar a Autodeclaração/Carta de Recomendação assinada pelo candidato e pelo cacique da comunidade. Na sequência o candidato deverá preencher o questionário socioeducacional e indicar a universidade em que pretende concorrer em primeira opção.

:: LEIA MAIS »

PIRIPKURAS: OS ÚLTIMOS, ISOLADOS

tamandua-e-baita-sao-os-dois-ultimo-piripkura-isolados-na-ti-piripkura-1605142144957_v2_1920x1080

Símbolo de resistência, Piripkuras caminham para a extinção com dois últimos indígenas ocupando terra ameaçada

*MARCOS CANDIDO

A chuva cai uma vez ao ano na terra dos Piripkura. A seca entre maio e setembro é precedida pelas chuvas de outubro a março, que chegam em uma média de até 2.400 milímetros ao ano. Mas os Piripkura não dominam e nunca dominaram os números, as métricas. Sabem que os igarapés enchem d’água na chuva e é mais difícil pescar assim. O cacau e as castanhas são os principais alimentos o ano todo, mas na seca peixes como o cará, a traíra, são mais facilmente fisgados e abundantes nos igarapés. Também é mais simples caçar para comer, como espetar jacarés com lanças. :: LEIA MAIS »

Nomes indígenas: Conheça os significados dessas palavras

 portaldoholanda-973215-imagem-foto-1amazonas

Veja os significados de nomes indígenas que fazem parte do nosso cotidiano

Não importa em qual cidade do Brasil você mora, sempre vai ter um bairro, cidade vizinha comida ou algum local com nome indígena. Eles estão tão incorporados na nossa cultura que poucas vezes paramos para pensar em seus significados.

A miscigenação brasileira é linda e faz da nossa cultura uma das mais ricas e complexas que existem. Na cultura brasileira é possível identificar fortes traços da cultura indígena, afro e europeia, sem contar, com algumas modificações que fizemos com a chegada de alguns imigrantes, como os japoneses, por exemplo. É muito importante que a gente esteja ciente dessas variedades para sempre lembrar de nossos ancestrais, principalmente, os indígenas que antes de qualquer colonização, já cuidavam da terra e cultuavam a natureza, e foram massivamente executados no passado e até hoje lutam por dignidade. Separamos alguns nomes indígenas e seus significados que fazem do nosso dia a dia.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia