SEC ONU

Foto: Josenildo Almeida/ASCOM/SESAB

Em três dias de encontro, líderes de classe da rede estadual de ensino de 80 municípios, localizados nos 27 Territórios de Identidade da Bahia, puderam participar de uma experiência inédita nas suas vidas. O Bahia Model United Nations (BaMUN), simulação inspirada nas reuniões dos comitês da Organização das Nações Unidas (ONU), deu a oportunidade para que os jovens debatessem problemas globais, atuando como diplomatas de países no posicionamento oficial da delegação, como forma de incentivar o debate político e a diplomacia no ensino. A atividade, que foi realizada pela primeira vez no Brasil com estudantes da rede pública, aconteceu no Fiesta Bahia Hotel, em Salvador, e teve encerramento nesta sexta-feira (12).

Promovida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), em parceria com o Instituto DiploMUN e a ONG Educando, a atividade contribuiu para o fortalecimento da aprendizagem dos estudantes. “Tivemos a oportunidade de reunir estudantes de todo o estado e de realidades sociais diferentes para debater assuntos globais, mas também as suas experiências locais. A nossa avaliação é bastante positiva do encontro que promove ainda uma troca de culturas e o exercício de respeitar a opinião do outro”, analisou Jocivaldo dos Anjos, coordenador de Políticas para Juventude da SEC.

O estudante Pedro Henrique Sampaio, do Colégio Estadual Eraldo Tinoco Melo, em Dom Macedo Costa, e vice-líder Territorial do Recôncavo Baiano, falou sobre a importância do encontro. “Esse evento nos traz um conhecimento extraordinário. Uma sabedoria que extrapola o aprendizado dos livros da grade curricular. Com certeza, muitos estudantes vão mudar sua vida por completo ao adquirir essas experiências, habilidades e competências”.

Ainda segundo a líder de classe Camila de Almeida, do Colégio Rotary, em Feira de Santana, o evento trouxe uma oportunidade de aprendizado para estudantes da rede pública. “Foi muito importante a simulação porque nos proporcionou o acesso à informação, conhecimento e outros princípios. Visto que, era um evento que pela primeira vez é disponibilizado para estudantes da rede pública no Brasil.”

ONU

Foto: Josenildo Almeida/ASCOM/SESAB

Desenvolvida no Brasil pela Instituto, a iniciativa visa democratizar e ampliar o acesso às simulações da ONU e a diplomacia no ensino brasileiro, organizando e promovendo simulações presenciais e on-line para garantir a participação de estudantes dos mais diversos cenários socioeconômicos. A ação já impacta 13 mil jovens de 25 estados do Brasil e 15 países do mundo.

No mundo, a Harvard Model United Nations (HMUN) é a maior e mais prestigiada simulação da ONU. A HMUN conta com mais de quatro mil participantes de 50 países diferentes, que são selecionados através de um rigoroso processo de application. O evento acontece em Boston (Massachusetts) e reúne os jovens líderes mais promissores de todo o mundo para a discussão de problemas globais em mais de 30 comitês.