WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de ilheus

setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


:: ‘_destaque1’

TRE: Tocantins lança cartilhas bilíngues do projeto de Inclusão Sociopolítica das Comunidades Indígenas

TRE-TO lança cartilhas bilíngues do projeto de Inclusão Sociopolítica das Comunidades Indígenas do Tocantins

Nesta segunda-feira (24/9), o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), desembargador Marco Villas Boas, fará, durante a sessão de julgamento das 17h, o lançamento das cartilhas bilíngues do projeto de “Inclusão Sociopolítica das Comunidades Indígenas do Tocantins”. A produção gráfica conta com exemplares editados nas quatro línguas mães dos indígenas do Tocantins, Povos Meri, Yny, Panhi e Akwê (Kraô, Xerente, Apinajé e Karajá /Javaé/Xambioá), que, de forma didática, apresenta ao eleitor indígena informações importantes que lhes permitem compreender o processo eleitoral, visando a participação mais consciente e efetiva. :: LEIA MAIS »

EL PAÍS: “Brasil é, de longe, o país mais perigoso para os defensores dos direitos indígenas”

Relatora especial das Nações Unidas sobre os direitos dos povos indígenas, Victoria Tauli-Corpuz, durante reunião na Serra do Padeiro, em 2017.

Informe da ONU sobre direitos dos povos tradicionais no mundo denuncia que país, ao lado de Colômbia, México e Filipinas representam 80% das mortes de defensores indígenas

“Infelizmente, não posso, não posso nomear nenhum país que esteja dando proteção real aos povos indígenas”. Não se trata de uma opinião qualquer. Vem dos lábios de Victoria Tauli-Corpuz, a relatora especial da ONU para os direitos dos povos indígenas. Ela antecipou suas impressões durante uma entrevista no Fórum de Florestas de Oslo, realizado em junho. Agora ela as colocou por escrito e divulgou nas páginas de seu relatório anual sobre a situação desses povos. Sob o título Eles Deveriam ter Sabido Antes, a relatora denuncia que Governos e empresas em todo o mundo estão tornando cada vez mais difícil e letal a proteção das terras e florestas pelas comunidades indígenas. Elas possuem tradicionalmente mais de 50% do território mundial, mas só têm direitos legalmente reconhecidos em 10%, algo que dá liberdade aos governos para declará-los ilegais em terras que têm sido seus lares há gerações. :: LEIA MAIS »

Protesto: Indígenas impedem que aviões decolem da Terra Indígena Yanomami

“Não tem nenhum tipo de violência ou confronto. Eles disseram que só querem dialogar com as associações para que a gente mande as solicitações para o Governo Federal e Ministério da Saúde”, explicou o presidente da Hwenama Associação dos Povos Yanomami de Roraima.

Quinze comunidades Yanomami da região de Surucucu, no município de Alto Alegre, Norte de Roraima, apreenderam neste domingo (16) três aviões e servidores da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), após a morte de duas crianças indígenas dentro de 10 dias. Os indígenas exigem a saída do coordenador do Distrito Sanitário Especial Indígena Yanomami (DSEI-Y), Rousicler de Jesus Oliveira. O presidente da Hwenama Associação dos Povos Yanomami de Roraima, Junior Hekurari Yanomami, não soube informar quantos servidores estão no local, mas afirmou que ninguém está ferido e que não houve conflito ou atos de violência. O G1 entrou em contato com a Sesai e aguarda retorno. :: LEIA MAIS »

Educação: Inaugurada a reforma da Escola Indígena em Euclides da Cunha

Autoridades prestigiam a inauguração da reforma da Escola Indígena na aldeia de Massacará, do Vereador Cacique Flavio

Foi inaugurada no dia 24/08 a reforma da escola estadual Indígena Dom Jackson Berenguer Prado, na aldeia Massacará dos índios Kaimbé no município de Euclides da cunha. A obra foi uma conquista do mandato do Vereador Cacique Flávio Kaimbé, em parceria com o município e o governo do estado, que beneficiará mais de 600 alunos e 65 professores. No descerramento da fita inaugura, além da direção da escola, se fez presente o Prefeito municipal Luciano Pinheiro, e representantes dos diversos seguimentos, tais como: sindicato dos Trabalhadores Rurais, direção local do Partido dos Trabalhadores e o publico em geral. Uma aula inaugural do curso técnico de Informática, foi também um ponto alto das celebrações da inauguração da escola, :: LEIA MAIS »

BA: Estado promove oficina de sensibilização dos profissionais no cuidado intercultural à mulher indígena

Ações de saúde nas comunidades, de iniciativa do Instituto Indígena “Ação Bahia”, em parceria com a Sesai e as comunidades de Olivença em Ilhéus

Foi realizado dia 18/06, no Hospital Regional Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, uma Oficina de Sensibilização dos Profissionais do SUS no Cuidado Intercultural à Mulher Indígena. Promovido pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), por meio da Coordenação de Promoção da Equidade em Saúde, o objetivo é qualificar as equipes que têm contato direto com o usuário indígena. No evento foram abordados temas como legislação específica, cultura dos povos indígenas e acolhimento em saúde. :: LEIA MAIS »

DF: Universitários indígenas e quilombolas denunciam cortes no programa bolsa-permanência

Kâhu Pataxó, coordenador-geral do Movimento Indígenas  da Bahia(Mupoiba), acompanhado do deputado federal Afonso Florence, no Ministério da Educação.

O desmonte da educação promovido pelo governo ilegítimo de Michel Temer bate à porta de universitários quilombolas, indígenas e em situação de vulnerabilidade socioeconômica, comprometendo a permanência de milhares de estudantes no ensino superior. É o que denunciam centenas de estudantes indígenas e quilombolas que estão em Brasília nesta semana para reivindicar do governo número suficiente de vagas para o ano de 2018 no Programa Bolsa Permanência (PBP). Somente os que já fazem parte do programa estão com o benefício garantido. :: LEIA MAIS »

Em Carta aberta, extrativistas da Resex de Canavieiras rebatem campanha difamatória

Indígenas do Mupoiba em defesa em defesa dos extrativistas da Resex de Canavieiras, que rebatem campanha difamatória

Uma campanha difamatória tem ameaçado a permanência da Resex de Canavieiras, localizada entre os municípios de Canavieiras, Una e Belmonte, no sul da Bahia. O episódio mais recente foi motivado pela publicação do Acordo de Gestão da reserva, no dia 12 de abril desse ano, pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Desde então, setores que se opõem a Resex iniciaram uma campanha difamatória, deturpando o conteúdo do Acordo de Gestão e inflamando a população local para se opor à Reserva Extrativista. :: LEIA MAIS »

Exposição nos EUA mostra a inovação tecnológica que vem dos índios

Espaço interativo no museu Smithsonian explora a ressonância da inventividade dos nativos da América na modernidade

O conceito de inovação, tão vital para a matemática moderna, já era compreendido pela civilização maia, uma das primeiras a usá-la. Mas esta não foi a única inovação dos povos indígenas. Imagine os óculos de neve. O chocolate. Ou as pontes suspensas. Ou até o tênis. “Os povos nativos não inventaram o Chuck Taylor”, disse Duane Blue Spruce, gerente de projetos do Museu Nacional do Índio americano, da Smithsonian, referindo-se ao clássico tênis. “Mas somos responsáveis pelo processo químico de criação da borracha”, ele acrescentou. :: LEIA MAIS »

BA: Mutirão de “Saúde Bucal Indígena” foi realizado em Olivença

saude indigena 02

Mais 800 indígenas foram beneficiados no mutirão

Teve inicio no último dia 04, no colégio Estadual indígena Tupinambá de Olivença em Ilhéus, o Mutirão “Saúde Bucal Indígena”, que atendeu mais de 800 indígenas,  com cerca de quatro mil procedimentos, entre eles,  obturação, extração,  limpeza, encaminhamentos para tratamento de canal, dentre outros serviços.

O presidente do Conselho Local de Saúde, Cacique Gildo Amaral,  e seu Vice, o Cacique Sival Magalhães (Sussuarana).

 

A ação aconteceu em uma parceria entre conselho local de saúde do povo tupinambá de Olivença, Dsei- BA e Polo Base de Ilhéus, com o apoio dos odontólogos e dos profissionais de saúde,  dentre eles os agentes de saúde indígena e os demais profissionais da aréa. A ação durou 5 dias e foi um grande sucesso, como destacou e agradeceu o presidente do conselho, Gildo Amaral, sempre acompanhado do seu Vice,  o Cacique Sival Magalhães (Sussuarana), pelo sucesso do mutirão de odontologia.

Luto: Morre Dona Nivalda, guerreira do povo Tupinambá

D. NIVALDA

No domingo (29), em Ilhéus, faleceu aos 86 anos, Dona Nivalda Amaral de Jesus, anciã do povo tupinambá,. O sepultamento aconteceu na segunda-feira (30), no Cemitério de Nossa Senhora da Escada, em Olivença.

Mãe da Cacique Maria Valdelice, a primeira cacique Tupinambá de Olivença, em Ilhéus, católica, Dona Nivalda, foi fundadora da Pastoral da Criança, nas comunidades de Olivença, onde prestou um grande trabalho, e tinha a preocupação não só de reduzir a mortalidade infantil e a desnutrição, mas também de promover a paz nas famílias e comunidades. Liderança do movimento do Tupinambá, atuava voluntariamente na educação e saúde, era parteira, e muito querida, Nivalda, ao longo de sua caminhada pelas comunidades, foi quem mais promoveu batizados, e que mais tinha afilhados e afilhadas. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia