WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

saude governo da bahia

janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘Notícias’

Terra indígena mais desmatada do Brasil tem 6º ano seguido de alta; veja os 10 territórios mais afetados

 202004211432_9d8b742c54

Cachoeira Seca, no Pará, terra indígena mais desmatada do Brasil, tem uma taxa de perda de floresta que cresce há seis anos. Os dados de desmatamento foram contabilizados entre julho de 2019 e agosto de 2020, e foram divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) nesta segunda-feira (30).

Cachoeira Seca foi homologada em 2016, depois de 30 anos de espera. A terra indígena do povo Arara já havia sido reconhecida pela Fundação Nacional do Índio (Funai), mas aguardava a posição do Ministério da Justiça. Com o projeto da Usina de Belo Monte, a homologação passou a ser pré-requisito para a liberação do governo federal. A região foi muito afetada pela construção.

Antes disso, já estava sob forte pressão de madeireiros. Em relatório de 2014, o Instituto Socioambiental (ISA) fazia uma estimativa “conservadora”, segundo a entidade, de que o equivalente a R$ 400 milhões em madeira teriam sido roubados ─ ipês, jatobás e angelim-vermelhos, cujo mercado principal costuma ser as indústrias no Sul e Sudeste.

:: LEIA MAIS »

BAHIA: Educação divulga lista dos selecionados do Programa Universidade para Todos

de6995df-27ca-4c12-b32f-d5dbc0930e37

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) divulgou, nesta terça-feira (1º), o resultado da seleção para o Programa Universidade para Todos (UPT). O nome dos classificados está disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br/universidadeparatodos). O candidato contemplado efetuará sua matrícula de 03 a 07 de dezembro, exclusivamente on-line, em plataforma específica adotada por cada universidade parceira (UNEB, UESC, UESB, UEFS e UFRB). Esse ano foram ofertadas 12.105 vagas, totalizando 17.232 inscritos, nos 27 Territórios de Identidade da Bahia. :: LEIA MAIS »

Artigo | O estatuto jurídico constitucional dos povos indígenas em pauta no Supremo

“MARCO TEMPORAL”

É uma falácia ruralista afirmar que o Supremo já praticou a chamada tese do “marco temporal” – Tiago Miotto (CIMI) / Fotos Públicas

O futuro dos povos deve ser nas suas terras originárias, mas nunca em acampamentos improvisados em áreas empobrecidas

O Supremo Tribunal Federal (STF) já processou e julgou muitos casos que tinham por objeto a matéria indígena. A bem da verdade, o pleno da Corte nunca deixou de aplicar o texto constitucional. O STF nunca se sujeitou a aplicar o que chamam tese do “marco temporal”. A Corte, ademais, sempre se pautou pelo indigenato e pela vontade soberana do constituinte originário e agora está para julgar um caso paradigma: o Recurso Extraordinário com Repercussão Geral de nº 1.017.365.

:: LEIA MAIS »

CAFÉ IPOLITICA: ENTREVISTA VEREADOR ELEITO DE ILHÉUS, CLAUDIO MAGALHÃES

claudio ipolitica3
Vereador indígena eleito em Ilhéus, Cláudio Magalhães. Foto: Rede Socias

O Indígena Cláudio Magalhães de Olivença, eleito vereador eleito pelo PC do B em Ilhéus, foi o entrevistado desta terça-feira (01) no programa Café IPolítica, apresentado por Alda Ramos.

Cláudio que também militante no controle social, agradeceu pelo apoio em todos os setores da cidade, e reafirmou o seu compromisso com todos os munícipes. :: LEIA MAIS »

Joênia Wapichana: Cresce número de políticos indígenas eleitos no Brasil

Joenia_Minis

Os resultados foram comemorados pela deputada indígena Joenia Wapichana

O número de indígenas eleitos prefeitos e vereadores cresceu nestas eleições. Os prefeitos indígenas passaram de seis para oito, na comparação com as eleições de 2016. Já os vereadores aumentaram de 168 para 203. Contando com os vice-prefeitos, 213 indígenas saíram vitoriosos nas eleições, contra 184 em 2016.

(Rede-RR), a única representante indígena no Congresso Nacional. No entanto, ela afirma que ainda são necessárias mudanças para melhorar a representação indígena na política. Ela reivindica maior investimento do fundo partidário e eleitoral e melhor distribuição de urnas eletrônicas em comunidades indígenas. :: LEIA MAIS »

Sem provas, Bolsonaro diz que há índio que troca madeira por Coca e cerveja

Presidente não apresentou provas sobre a suposta prática

PRESIDENTE TENTA ESCONDER DENÚNCIA QUE APONTA 1.803 CRIMES DE FLÁVIO BOLSONARO NA ALERJ Clique aqui e confira

presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou durante sua live semanal nas redes sociais, que existem índios que trocam madeira por Coca-Cola e cerveja. A declaração, como muitas que já fez ao longo de sua trajetória na política, foi dada sem apresentar provas.

Bolsonaro falava sobre o desmatamento na região da Amazônia quando citou os indígenas. “As críticas [internacionais] são potencializadas. Existe o desmatamento ilegal? Existe! Existe até locais onde o índio troca uma ‘tora’ por uma Coca-Cola ou cerveja.” :: LEIA MAIS »

15 VEREADORES INDÍGENAS SÃO ELEITOS NA BAHIA: CLÁUDIO MAGALHÃES É O PRIMEIRO NO MUNICÍPIO DE ILHÉUS

Uma celebração dos Tupinambá de Olivença na aldeia

Veja aqui com exclusividade a lista completa e algumas informações de quem são os 15 (quinze) vereadores indígenas eleitos na Bahia, entre os mais de 130 indígenas candidatos a prefeito, vice-prefeitos e vereadores que registraram para concorrer a uma vaga, conforme anunciado aqui. Destacando entre eles, está Claudio Magalhães da etnia Tupinambá de Olivença, em Ilhéus, que será o primeiro indígena a assumir uma vaga na câmara municipal daquela cidade.

Eleito pelo Partido Comunista do Brasil – PCdoB, com 805 votos para uma cadeira no legislativo, Cláudio Magalhães, é professor Municipal, Técnico do Judiciário do Tribunal de Justiça da Bahia, e ativista social, atua no controle social nos setores de educação, Saúde e meio ambiente, Conselheiro Estadual de meio ambiente, Saúde, e da Comissão Estadual de Políticas Para Povos Comunidades Tradicionais da Sepromi. :: LEIA MAIS »

Maria Gadú se afasta dos palcos para trabalhar com indígenas

Indígena faz pintura no rosto de Maria Gadú — Foto: Reprodução/Instagram

Maria Gadú confirmou a Serginho Groisman, durante o ‘Altas Horas’, que não abdicou da carreira de cantora, apesar do hiato de um ano sem realizar shows. O programa foi ao ar nesta segunda-feira (16). Ela afirmou que tem dedicado seu tempo aos estudos e aos trabalhos com povos indígenas, e que por, têm tido pouco tempo para se dedicar á carreira de cantora.

“Eu estou dando um tempo dos palcos. Optei por estudar agora antropologia e história do Brasil e estou fazendo um trabalho com os indígenas, e [isso] demanda tempo, demanda energia”, contou.

A cantora publica com frequência assuntos relacionados aos direitos dos povos indígenas nas redes sociais, e tem militado nas redes sociais.

Indígena é eleito prefeito em município de Pernambuco

DSCF0232
Cacique Marcos Xucuru prefeito eleito de Pesqueira em Pernanmbuco

Eleito  pelo partido (Republicanos), cacique Marquinhos Xukuru foi o primeiro indígena a ser eleito para a Prefeitura de Pesqueira (PE), e recebeu o apoio de lideranças progressistas, como a líder indígena Sônia Guajajara, o cacique Marquinhos Xukuru (Republicanos) foi o primeiro indígena a ser eleito para a Prefeitura de Pesqueira, no Agreste de Pernambuco.

:: LEIA MAIS »

Psicólogo do Hospital Regional Costa do Cacau reforça importância do familiar para a comunicação do boletim médico

IMG-20200424-WA0067(2)

Desde maio deste ano, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, adotou um protocolo para repassar o comunicado do boletim médico, diariamente, com o quadro clínico dos pacientes internados, na Unidade Covid e na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Geral, para seus familiares. Para que esse fluxo de comunicação seja mais objetivo e direto, deve ser indicado um familiar de referência para receber todas as informações sobre o ente querido em recuperação. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia