WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

embasa sesab bahia

outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘Notícias’

Água invade casas e alaga comunidade indígena no Lami

Sete famílias da Tekoá pindó poty tiveram de se reunir em uma das poucas construções que não ficaram alagadas

Tiago Boff

No pátio, um banheiro comunitário estava inacessível, próximo a um parque de recreação infantil também debaixo d’águaLauro Alves / Agencia RBS

As sete famílias da comunidade guarani Tekoá pindó poty tiveram de se reunir em uma das poucas casas não alagadas pela chuva desta quarta-feira (8). O grupo de indígenas vive em um terreno às margens da Avenida Edgar Pires de Castro, no bairro Lami, extremo-sul de Porto Alegre. No pátio, um banheiro comunitário estava inacessível, próximo a um parque de recreação infantil também debaixo d’água. :: LEIA MAIS »

‘Vetos de Bolsonaro a projeto mostram seu desinteresse a índios, quilombolas e tradicionais’

df

Volney Albano/O Bom da Notícia

“O extermínio do PL foi maior do que aquele que a colonização fez. É a demonstração clara que o governo Bolsonaro quer a destruição dos povos indígenas, quilombolas e tradicionais”, reagiu com indignação a deputada federal Professora Rosa Neide (PT), aos vetos efetuados pelo presidente da República, em artigos do PL 1142/2020, que prevê medidas para atendimento e prevenção da covid-19 a essas populações.

Jair Bolsonaro esperou o último prazo legal antes do Projeto aprovado no Congresso Nacional tornar-se lei, para efetuar a sanção, mas com vetos graves que desfiguram o texto aprovado. De acordo com Rosa Neide, “a luta agora será para derrubar os vetos na Câmara”. :: LEIA MAIS »

Amana: Uesc apresenta programa de retomada econômica de municípios afetados pela crise durante pandemia da Covid-19

Programa Amana é voltada para 43 municípios da região sul da Bahia.

Nome indígena intitula o programa de retomada econômica de municípios afetados pela crise durante pandemia da Covid-19

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) apresentou, na manhã desta terça-feira (7), um programa de retomada econômica da região sul da Bahia. O programa, que recebeu o nome em tupi-guarani “Amana”, que significa chuva, tem o objetivo de contribuir com a retomada econômica das regiões imediatas em 43 municípios da região sul da Bahia.

:: LEIA MAIS »

Linha de Frente: Enfermeiro agradece os cuidados recebidos no Hospital Regional Costa do Cacau

nnnnnnnnnnnnnnnnn

“Algo que merece ser destacado, naquela enfermaria Covid é o carinho, a atenção, a disponibilidade das pessoas. Muito difícil encontrar essas três qualidades nos serviços de saúde”. Esse foi o sentimento expressado pelo enfermeiro Thalissan Rodrigues Sales, do município de Gongogi e que foi internado no Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, no dia 20 de junho e ficou sob os cuidados da equipe hospitalar da unidade por oito dias. :: LEIA MAIS »

Grupo de dança faz live para ajudar aldeia indígena e dançarinos

WhatsApp-Image-2020-07-05-at-21.33.34-1

As doações serão para ajudar indígenas da aldeia Tuyuka e dançarinos do grupo folclórico Kuarup

O grupo folclórico de dança Kuarup realiza no dia 11 de julho, uma live beneficente às 16h pelo facebook Encanto da Amazônia, para arrecadar donativos.  A princípio, essa ajuda, será destinada aos indígenas da etnia Tuyuka, que vivem em aldeia na zona metropolitana de Manaus.

Além disso, dançarinos do ritmo do boi bumbá também serão contemplados com as doações. Sobretudo pela dificuldade enfrentada devido a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O live será comandada pelo cantor Alex Corrêa, e contará com participação de Klinger Araújo, Mailzon Mendes do Canto da Mata, Cláudio Tribal, entre outros convidados.

 

 

Indígenas veem tradição e cultura se perderem à medida que coronavírus vitima os guardiões dos saberes antigos

Etnia awa durante ritual: nas sociedades indígenas, a preservação da cultura e a transmissão das tradições entre as gerações é papel dos mais velhos. A pandemia do coronavírus tem atingido os idosos de forma agressiva e coloca em risco a disseminação do conhecimento oral aos mais jovens. Foto de Charlie Hamilton James

Em diversas etnias, os mais velhos têm o papel de transmitir oralmente o conhecimento aos mais novos. A pandemia da covid-19 ameaça não apenas as vidas nas aldeias brasileiras, mas toda a ancestralidade das comunidades tradicionais. Por Flávia Milhorance

Um barco-gaiola de três andares, próprio dos rios da região Norte, aportou numa área remota, às margens do Uaupés. Desembarcaram talvez uma dúzia de líderes indígenas e pesquisadores brancos de uma expedição marítima que percorria mil quilômetros refazendo o trajeto de origem dos povos do Alto do Rio Negro, próximo à fronteira com a Colômbia.

Laureano Cordeiro se pôs diante de três fendas numa rocha e anunciou na língua piratapuya: “Vou fazer uma curta narrativa”. O homem altivo, de calças largas, chapéu de palha e pés gastos protegidos apenas por chinelos, prendia a atenção do grupo ao contar como seus ancestrais decidiram, naquele exato ponto no chão, por onde seguir. Ergueram um bastão a norte, sul e leste, mas apenas quando o inclinaram a oeste, ele estremeceu. “Sabendo disso, embarcaram novamente para continuar a viagem rio acima”, concluiu. :: LEIA MAIS »

BA: Governo do Estado libera mais 4,5 milhões para pagamento do Mais Futuro

A-

O Governo do Estado já liberou o pagamento do auxílio permanência aos 11.812 mil estudantes das universidades públicas estaduais baianas (UNEB, UEFS, UESB e UESC) beneficiados pelo programa Mais Futuro. O investimento, que já está na conta dos universitários, é de R$ 4.563.900 milhões. Com os valores correspondentes aos meses de março, abril, maio e junho, o repasse total aos estudantes chegou a R$ 19.162.800 milhões, neste período de pandemia.   :: LEIA MAIS »

BA: Secretaria de Justiça manifesta preocupação com a Cacica Cátia e indígenas da Aldeia Patiburi

A Cacica Kátia recebeu a comissão de direitos humanos da Assembleia, presidida pela deputada Neusa Cadore

Na manhã deste sábado (04), indígenas da Aldeia Patiburi, localizada na Terra Indígena Tupinambá de Belmonte, no Extremo Sul da Bahia, foram surpreendidos com um drone sobrevoando a aldeia e a residência da Cacica Cátia, situação que despertou preocupação, diante do histórico de violações de direitos, perseguições, desrespeito e ameaças sofridas pela comunidade. :: LEIA MAIS »

Educadores celebram as conquistas do 2 de julho e reverenciam a memória dos heróis da independência da Bahia

w

Com o isolamento social por causa da pandemia do novo Coronavírus, a comemoração da Independência da Bahia, neste 2 de Julho, exigiu nova formatação. Por meio de uma caminhada virtual, promovida  pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), professores e historiadores de várias cidades do Estado se encontraram em uma live, mediada pela jornalista Vânia Dias, da TVE, para celebrar a data histórica, que é um símbolo da resistência e da luta popular pela democracia na Bahia e no Brasil.  :: LEIA MAIS »

Museu de Arte Sacra traz lives sobre a situação dos povos indígenas durante a pandemia

thumbnail-for-247620

“Vozes indígenas – a situação atual dos povos e a pandemia” é o tema da programação online desta semana do Museu de Arte Sacra de Mato Grosso (MASMT). Representantes de povos e organizações indígenas irão apresentar as dificuldades e perspectivas diante do avanço da Covid-19 em suas comunidades nas lives organizadas pelo equipamento cultural da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia