WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


:: ‘Notícias’

DENÚNCIA: Comunidades do cerrado na Bahia veem rios secarem e são ameaçadas de expulsão

Famílias no cerrado baiano desenvolveram um jeito de viver do cerrado.

A pequena cidade de Correntina, no oeste baiano, ganhou o noticiário nacional em novembro de 2017, no Dia de Finados. Indignados com a ameaça de sumiço do rio Arrojado, mais de mil camponeses decidiram colocar fogo nas bombas que puxam água do rio para irrigar a fazenda Igarashi, com 2.539 hectares de plantação de feijão e outros cultivos. A resposta do estado da Bahia foi rápida, com a criação de uma força-tarefa para encontrar culpados pelo levante. A fazenda Igarashi enviou carta aos órgãos públicos em que reforçava a necessidade de punição aos “planejadores e financiadores da invasão”, como demonstração de que “o Estado da Bahia é seguro para se empreender e produzir de forma sustentável” LER MATÉRIA COMPLETA AQUI

ELEIÇÕES: Indígena Defende Políticas Públicas e Direitos Para Povos Indígenas

O Cacique Aruã, promoveu reunião com lideranças e representações de entidades indígenas, em Coroa Vermelha

Nesta terça feira, 03/07, em Coroa Vermelha,  no município de Santa Cruz Cabrália, o Cacique Aruã, e Pré- Candidato indígena a Deputado Estadual  pelo (PCdoB), reuniu-se com caciques, lideranças, presidentes de associações, cooperativas indígenas, diretores escolar e professores da região de Cabrália no sul da Bahia. O objetivo  foi de discutir com os líderes, sobre a realização do multirão da cidadania, a ser promovido pela Defensoria Pública Estadual, entre os meses de agosto a setembro de 2018. Assim como, orientações para assinatura de convênios, sobre o edital n. 012/2018, onde foi disponibilizado pelo Governo do Estado da Bahia, cerca de 10 milhões de reais, em projetos produtivos, infraestrutura e geração de emprego e renda, nas comunidades indígenas baianas. Na oportunidade, a plenária também discutiu estratégias da candidatura indígena a Deputado Estadual (Cacique Aruã), para as eleições de 2018. Presentes ao evento o Coordenador de Políticas para os Povos Indígenas da Bahia, Jerry Matalawê; a Presidente da Associação de Mulheres do Extremo Sul da Bahia, Kandara Pataxó e representante da Ouvidoria Cidadã de Porto Seguro, Andréia Lima. Por Katão Pataxó. :: LEIA MAIS »

Indígenas mantém protesto na BR-230 cobrando promessas da Norte Energia durante obras de Belo Monte no Pará

Manifestação chega ao 2º dia. Entre as reivindicações estão construção de casas, rede de saneamento e melhorias no atendimento médico nas aldeias.

O protesto de indígenas Arara e Xipaia continua nesta terça-feira (3) na quilômetro 130 da rodovia BR-230, a Transamazônica, entre os municípios de Uruará e Medicilândia, no sudoeste do estado. A manifestação iniciou na segunda-feira (2). Os indígenas cobram o cumprimento de condicionantes que foram definidas durante a construção da usina de Belo Monte, entre elas, a construção de casas, rede de saneamento e melhorias no atendimento médico nas aldeias. :: LEIA MAIS »

Jogador Indígena: Tribo de Paulinho segue Copa pelo rádio de pilha

Paulinho tem origem Xucuru, uma tribo indígena localizada no Estado de Pernambuco.

Dois radinhos de pilha Made In China formam o elo dos xucurus da aldeia Mãe Maria com seu parente na seleção, o meia Paulinho. Cerca de 50 índios se aglomeram para escutar os aparelhos. “É nosso irmão, é o xucuru da seleção”, define o cacique Siba da reserva localizada em Pesqueira, no agreste pernambucano. Por lá não há água encanada nem energia elétrica nem sinal de celular. :: LEIA MAIS »

DF: Após 13 anos na Justiça, indígenas obtém demarcação de terras no Noroeste

A área já eram reconhecidas pela Justiça como ocupação tradicional indígena, mas somente nesta sexta o acordo foi firmado com a Terracap (foto: Ed Alves/Esp. CB/D.A Press)

Após treze anos de embates judiciais, a comunidade indígena do Santuário Sagrado dos Pajés, da etnia Fulni-ô Tapuya, teve a ocupação reconhecida pela Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap) e pelo Governo do Distrito Federal. O acordo, firmado nesta sexta-feira (29/6), garante a demarcação de 32,6 hectares para a permanência do santuário. :: LEIA MAIS »

CUBA: Cidade se mobiliza para tocer pelo Brasil durante Copa do Mundo

Cubana Bauta se veste de verde e amarelo em dias de jogos do Brasil

Conheça a cidade cubana que torce para o Brasil na Copa do Mundo

A única vez que Cuba esteve em uma Copa do Mundo foi em 1938 e por isso, a cada torneio, o país escolhe por qual seleção vai torcer. Uma das exceções é a cidade de Bauta, onde, em todo os Mundiais, o coração de seus 50 mil habitantes é sempre verde e amarelo.As ruas da cidade são enfeitadas com bandeiras que proclamam “Ordem e Progresso” e jogos são transmitidos no teatro do pov oado. Quem não consegue entrada para assistir no telão, se reúne em casa com os amigos para acompanhar a equipe de Tite. O narrador esportivo da “Tele Rebelde” deixa bem claro durante a transmissão do jogo: “o Brasil é o país que mais torcedores tem em Cuba”

:: LEIA MAIS »

site

Sema disponibiliza publicação de formação em educação ambiental na agricultura familiar.CLIQUE AQUI

Entrevista: Indígena é candidata à copresidência brasileira

Proposta é montar governo participativo entre ela e Guilherme Boulos com poder decisório direto da população.

RODIVALDO RIBEIRO*

Nascida em uma comunidade indígena arariboia de Amarante do Maranhão, Sônia Bone Guajajara fez 44 anos em março deste e tornou-se, meses depois, a primeira pré-candidata indígena à Presidência da República da história do Brasil. Formalmente, é vice de Guilherme Boulos pelo PSOL, internamente, classificam a chapa como uma só, pois comandariam o governo em pé de igualdade, em sistema de coparticipação. :: LEIA MAIS »

Índios Isolados: Ibama não deve expedir licença para hidrelétrica Tabajara até que eles sejam localizados

a-a-10
MPF e MPRO recomendaram que áreas onde vivem índios isolados e mais etnias indígenas fossem incluídas nos estudos de impacto ambiental da hidrelétrica

O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público de Rondônia (MPRO) expediram uma recomendação ao Ibama e à Funai para que não seja expedida licença prévia de instalação e operação para a futura hidrelétrica Tabajara, em Machadinho D’Oeste. Para o Ministério Público, é preciso complementar os estudos de impacto ambiental para abranger as áreas de perambulação de índios isolados e terras indígenas presentes na região. :: LEIA MAIS »

TO: Casa do Estudante Indígena está abandonada e famílias vivem em condições precárias

Moradores da Casa do Estudante Indígena sofrem com os problemas causados pelo abandono

Estrutura em Araguaína foi construída há quase 20 anos e mais de 60 pessoas vivem no local. Forro está cheio de buracos e não há segurança no lugar.

Construída há quase 20 anos, a Casa do Estudante Indígena de Araguaína, está abandonada. Foi construída para receber indígenas de todo o norte do estado. Cerca de 12 famílias, vivem no local em condições degradantes. São 4 etnias indígenas diferentes: Kraô, Xerent, Guarani e Carajá e mais de 60 pessoas entre homens, mulhers, jovens, adultos e crianças. Há 4 anos a estudante Girlene Itawaky Guarani, acadêmica de história deixou a aldeia em que vivia e foi para casa do estudante indígena. O forro da casa onde ela mora está cheio de buracos. Do lado de fora, esse só tem um banheiro para a família usar.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia