WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom bahia

fevereiro 2020
D S T Q Q S S
« jan    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829


:: ‘Notícias’

Vídeo: povos indígenas da Bahia pedem ao STF para participar de processo de repercussão geral sobre terras indígenas

O Movimento Unido dos Povos e Organizações Indígenas da Bahia (Mupoiba) é uma das organizações indígenas que busca participar do processo que pode definir o futuro das terras indígenas no Brasil

Os direitos dos povos indígenas têm sido atacados com frequência por grupos econômicos interessados na exploração de suas terras. No Judiciário, no Legislativo e no Executivo, um ponto comum a todos esses ataques é a tese ruralista do marco temporal.

O marco temporal é uma reinterpretação da Constituição Federal que busca restringir as demarcações de terras indígenas apenas às áreas que estavam na posse dos povos originários em 5 de outubro de 1988 – uma posição que legitima todas as invasões, as expulsões e a violência que fez com que muitos povos estejam, até hoje, vivendo fora de suas terras. :: LEIA MAIS »

KATIA CARTAZ 2

BA: Comissão de Direitos Humanos da Alba visitará a Aldeia Patiburi, em Belmonte

CACICA CATIA MESA

Integrantes da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) estarão no dia 24 de outubro (quinta-feira), na Aldeia Patiburi, localizada na Terra Indígena (TI) Tupinambá, no município de Belmonte/Ba. Os parlamentares acompanharão a situação da Cacica Cátia (Maria do Carmo Querino de Almeida) para verificar as denúncias de ameaças e violações aos direitos humanos sofridas pelo povo Tupinambá. :: LEIA MAIS »

SJDHDS: Acampamento da juventude Pataxó e seminário para mulheres indígenas são tema de reunião

SEC JUSTIÇA MESA 01

O secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), Carlos Martins, recebeu, na tarde desta segunda-feira (21), lideranças indígenas das aldeias pataxós Coroa Vermelha e Jaqueira, localizadas no município de Santa Cruz Cabrália. As lideranças trouxeram demandas importantes para o fortalecimento de políticas públicas voltadas à juventude e mulheres indígenas pataxós.

O cacique Juari Pataxó, que também é secretário municipal de Assuntos Indígenas de Cabrália, junto ao líder do Conselho da Juventude Pataxó da Bahia (CONJUPAB), Isaque Pataxó e do cacique Fred Ferreira, solicitou ao secretário apoio para a realização do II Acampamento da Juventude Pataxó, com data prevista para abril do ano que vem. :: LEIA MAIS »

BA: Veracel reafirma parceria com secretaria indígena de Porto Seguro

O presidente da Veracel Celulose, Andreas Birmoser; o diretor de Sustentabilidade e Relações Corporativas da empresa, Renato Carneiro e as diretoras da Etno consultoria, Eunice Brito e Karina Christo, em recente encontro com o secretario Zeca

A secretaria de assuntos indígenas de Porto Seguro, informou através de nota que a empresa Veracel Celulose confirmou o atendimento das demandas solicitadas pela secretaria, em parceria firmada do órgão. O secretário Zeca Pataxó ressaltou a importância da parceria, reafirmando o compromisso social da Veracel com as comunidades indígenas do município. “Iniciativa como essa, verdadeiramente contribuem com desenvolvimento e o futuro de nosso povo.” enfatizou Zeca. :: LEIA MAIS »

Jornada Agroecológica reúne representantes do poder público e sociedade civil em Utinga

COMPROVANTE RESIDENCIA_2_3
Uma equipe da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR) se uniu, nesta quinta-feira (17), a centenas de quilombolas, indígenas, assentadas(os), camponesas(es), militantes, mestres(as) de tradição oral, jovens, educadores, estudantes e crianças, durante a realização da VI Jornada de Agroecologia da Bahia, que acontece até o próximo domingo (20), no Território Indígena Payaya, no município de Utinga, na Chapada Diamantina. :: LEIA MAIS »

Marcelino Galo participa de encontro das Frentes ambientalistas estaduais em Brasília

parlamentares e trocam de experiências sobre políticas públicas de promoção do desenvolvimento sustentável dos estados. Foto: Gabriel Paiva

Nesta quinta-feira (17) o deputado estadual Marcelino Galo da Bahia, participou na Câmara dos Deputados, em Brasília, de importantes discussões sobre licenciamento ambiental, Código Florestal, Recursos Hídricos, Unidades de Conservação e agrotóxicos, junto aos deputados estaduais coordenadores das Frentes Parlamentares Ambientalistas. O debate foi proposto pelo deputado federal Nilto Tatto (PT/SP) como forma de fortalecer a atuação parlamentar e troca de experiências sobre políticas públicas de promoção do desenvolvimento sustentável, com inclusão e preservação do ambiente. :: LEIA MAIS »

Exclusivo: Extrativistas e indígena receberam Prêmios Internacional Pela Conservação da Natureza

Lilian dos Campinhos, Sônia Guajarara, Carlos Alberto dos Santos e Maria da Gloria receberam Prêmios em evento internacional.

Com o tema Soluções para o bem-estar e desenvolvimento sustentável, o evento contou com a presença de autoridades de diversos países da região.

Em Lima no Peru aconteceu o III Congresso de Áreas Protegidas da América Larina e Caribe (CAPLAC), no Centro de Convenções de Lima, de 14 a 17 de outubro e reuniu mais de 2.500 especialistas em temas de conservação de 37 países.

Presentes a iniciativa representações extrativistas, indígena, organizações da sociedade civil e do poder público que promovem a gestão ambiental, o desenvolvimento sustentável, a conservação dos territórios e contribuir com a defesa e proteção dos territórios tradicionais brasileiro. :: LEIA MAIS »

Após combater mineração ilegal em Terras Indígenas, coordenador da Funai é demitido

Exoneração de servidor ocorre no momento em que Bolsonaro apresentará projeto para liberar garimpos em terras indígenas

Servidor de carreira da Fundação Nacional do Índio (Funai), o indigenista Bruno Pereira foi exonerado do cargo de coordenador-geral de Índios Isolados, função que desempenhava desde junho de 2018. A demissão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) do dia 4 de outubro. Horas antes do afastamento, o dirigente estava combatendo mineradoras que pretendiam atuar na Terra Indígena Yanomani, em Roraima. :: LEIA MAIS »

Vaticano: Líder indígena compartilha no Sínodo o drama de seu povo

Yesica Patiachi durante a coletiva de imprensa de ontem na Sala Stampa do Vaticano. Crédito: Captura Youtube

Vaticano, 17 Out. 19 / 11:35 am (ACI).- Uma das representantes indígenas procedente da Amazônia que participa no Sínodo dos Bispos pediu ajuda ao Papa Francisco para que leve sua mensagem aos organismos internacionais e, deste modo, evite que seu povo seja extinto. Trata-se de Yesica Patiachi, professora bilíngue de Puerto Maldonado (Peru), que é auditora do Sínodo dos Bispos da Amazônia, que ocorre no Vaticano até 27 de outubro.

Não é a primeira vez que esta líder do povo Harakmbut conversa com o Papa Francisco, pois em janeiro de 2018 compartilhou seu testemunho durante a visita papal ao Peru, encontro no qual o Santo Padre anunciou a realização da atual assembleia especial do Sínodo. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia