WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




junho 2018
D S T Q Q S S
« mai    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


PB: Conde promove o I Seminário de Saúde da Mulher Negra e Indígena

O seminário é gratuito e aberto a todos os profissionais da saúde, assistência e estudantes que se identifiquem com o tema

Dando continuidade ao calendário de atividades do Março de Cidadania, a Prefeitura de Conde, por meio da Coordenadoria de Diversidade Humana e Secretaria de Saúde, promove na próxima terça-feira (27/03), às 13h no Centro de Criatividade Cultural Professor Iveraldo Lucena (Núcleo de Cultura), o I Seminário de Saúde da Mulher Negra e Indígena. :: LEIA MAIS »

Justiça: MPF pede anulação de parecer da AGU sobre demarcação de terras indígenas

Foto: CIMI

De acordo com a Câmara de Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais do MPF a orientação normativa vinculante, aprovada pelo presidente Michel Temer em julho do ano passado, é inconstitucional. O parecer estabelece que a Administração Federal siga, em todos os processos de demarcação de terras indígenas, as condicionantes definidas pelo Supremo Tribunal Federal no julgamento do Caso Raposa Serra do Sol, em Roraima. :: LEIA MAIS »

Fórum Mundial da Água: Povos indígenas “ensinam” que água deve ser reverenciada

Sessão especial Culturas de Água dos Povos Indígenas da América Latina foi coordenada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).Foto:Reprodução/Agência Brasil

Tratando a água como um membro da família e como algo sagrado a ser conservado para as próximas gerações, as comunidades indígenas de países sul-americanos defenderam a preservação dos rios e montanhas e criticaram as propostas de privatização e venda de mananciais e aquíferos durante o 8.º Fórum Mundial da Água.

A brasileira Maria Alice Campos Freire, do Conselho Internacional das Treze Avós Indígenas, explicou que os povos indígenas da Amazônia sempre tiveram uma relação de respeito com a água, que é passada de geração para geração desde os ancestrais. Na educação tradicional, a água, conta, é reverenciada e, antes de se pensar no consumo, deve ser observada como algo “que devemos reverenciar”. :: LEIA MAIS »

Demarcação: Conflito entre indígenas e ruralistas no Oeste do Paraná tende a acirrar em 2018

Indígenas afirmam que a região, banhada pelo Rio Paraná, na fronteira com Salto del Guayrá (Paraguai) é terra de seus antepassados / Paulo Porto

Grupo de Trabalho, convocado por Funai e Ministério Público, realiza laudo sobre a demarcação de terras

“- Ei, índio.

– O que foi?

– Verdade que você vai invadir minha casa?

– Não é assim”

O diálogo acima, relatado por uma liderança indígena, não é eventual, mas uma realidade do dia a dia para as 14 comunidades indígenas Avá Guarani, ocupantes de territórios no entorno das cidades de Guaíra e Terra Roxa, região Oeste do Paraná, na relação tensa com a comunidade local e com produtores rurais da região. :: LEIA MAIS »

Povos e comunidades tradicionais realizam encontro da CESPCT em Salvador

FABIA REIS JULIETA ESCRITOR

A Secretária da Sepromi, Fabya Reis, o professor universitário Jessé Souza, e a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (SPM), Julieta Palmeira, debateram sobre os impactos do sistema escravocrata na realidade social e econômica do país

Foi aberta na manhã desta quarta-feira (21), em Salvador, a 22ª reunião ordinária da Comissão Estadual para a Sustentabilidade dos Povos e Comunidades Tradicionais, instância ligada à Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). Este é o primeiro encontro do ano e reúne representações indígenas, quilombolas, de fundos e fechos de pasto, geraizeiros, ciganos, povos de terreiro, pescadoras, marisqueiras, além de órgãos governamentais. Serão discutidos temas relacionados aos esforços pela garantia de direitos dos segmentos e demandas dos diversos territórios de identidade da Bahia. :: LEIA MAIS »

Fotografia: Exposição na Ufba sobre Povos Indígenas é estendida

A exposição Índios Korubo: Vale do Javari está em cartaz na reitoria da UFBA (Sebastião Salgado/divulgação)

A mostra é composta por 15 registros feitos pelo fotógrafo Sebastião Salgado

A exposição Índios Korubo: Vale do Javari, do renomado fotógrafo Sebastião Salgado, foi estendida e poderá ser visitada pelo público até a próxima sexta-feira (23), das 9h às 17h, na Reitoria da Universidade Federal da Bahia (Ufba). A mostra, composta por 15 fotografias, foi uma das principais atrações do Fórum Social Mundial, que aconteceu em Salvador de 13 a 17 deste mês. A entrada é franca. :: LEIA MAIS »

Cultura: Índios guaranis assistem a filme sobre resistência à redução de território em SP

O filme conta a história da luta dos guaranis contra a redução da Terra Indígena Jaraguá.Rovena Rosa/Agência Brasil

A primeira vez no cinema do índio guarani Mirindjú, 21 anos, será especial. “Dizem que eu apareço [no filme], mas eu quero ver. Estou ansioso”, disse o jovem indígena antes de entrar na sala do Cine Sesc, onde foi exibido, na noite desta segunda-feira (19), o filme Ara Pyau – A Primavera Guarani. O documentário do cineasta Carlos Eduardo Magalhães conta o processo de luta pela demarcação da Terra Indígena Jaraguá, na zona norte paulistana. Ao lado de Mirindjú, cerca de 100 guaranis foram conferir a própria história na telona. A exibição faz parte da 6ª edição da Mostra Tiradentes em São Paulo. :: LEIA MAIS »

Opinião: PRECONCEITO

AAA1

Cacique Juvenal Payaya*

Carrego, como indígena, um peso nos ombros. Por um lado fazendo mea culpa  por não ter palavras para, de forma coerente, bem expressar  os sentimentos herdados da ancestralidade, por outro, por estar sempre  buscando outros conhecimentos para bem entender os sentidos como  continuidades da vida.

Daí eleger o preconceito para o debate: o preconceito  contra o povo  indio pela sociedade dita culta como ponto instável.

E penso: logo o índio,  essa raça nativa que vivia isolado sem atrapalhar ninguém?

O preconceito foi e é mesclado de ódio e pena – pena é o verniz da  falsidade. :: LEIA MAIS »

BA: Rui celebra 400 viagens ao interior com entregas em Santo Estêvão

Convênios celebrados por meio da SDR beneficiam agricultores familiares. (Foto: Mateus Pereira/GOVBA)

A marca de 400 viagens a municípios baianos foi alcançada pelo governador Rui Costa nesta segunda-feira (19), durante visita à cidade de Santo Estêvão, no centro norte da Bahia. Ao longo dos mais de 1,2 mil dias de trabalho como governador, Rui já visitou 211 municípios.

“[Essa marca] representa um estilo, um jeito de fazer gestão, que é estar perto de onde as coisas acontecem. Nessas 400 viagens, já visitei quase 300 escolas, dezenas de hospitais e postos de saúde. Assim, nós vamos conhecendo cada município no seu detalhe: a praça que precisa ser reformada, o mercado que precisa ser construído, a comunidade que precisa de água, o projeto do hospital, o projeto da policlínica”, destacou o governador. :: LEIA MAIS »

BA: Autorizada obra para conclusão do Teatro Municipal de Itabuna

O governador participou ainda da inauguração a Unidade de Pronto Atendimento (UPA, acompanhado pelo secretário estadual da Saúde (Sesab), Fábio Vilas-Boas. Ascom

Em sua viagem de trabalho de número 399 ao interior da Bahia, o governador Rui Costa chegou, neste domingo (17), a Itabuna, no sul do estado, onde assinou ordem de serviço para início da segunda etapa de construção do Teatro Municipal da cidade, no valor de R$ 24 milhões.

“É uma emoção grande saber que amanhã completamos 400 viagens de trabalho ao interior. Isso mostra o nosso estilo de gestão, que é governar próximo onde as coisas acontecem, indo aos municípios e conhecendo as demandas e as obras realizadas. Hoje aqui em Itabuna inauguramos a UPA, uma contenção de encostas e autorizamos mais uma etapa da construção do Teatro, empreendimento belíssimo e tão importante, que vai atender toda a região”, afirmou o governador. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia