WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom ponte ilheus


setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  


Cultura indígena será integrada ao curso de História, no interior do Amazonas

RTEmagicC_cultura-indigena.jpg

Os saberes indígenas serão compartilhados com professores e alunos do Ifam de São Gabriel da Cachoeira

MANAUS – Imagine a integração dos saberes indígenas às metodologias de Ensino dos conteúdos de História. Este é o objetivo da professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam), Letícia Alves. Mas ela começa com o estudo desta possibilidade nas  turmas de ensino Técnico e Tecnológico do Ifam de São Gabriel da Cachoeira.

De acordo com a professora, a integração irá permitir uma produção conjunta do conhecimento, promovendo a interdisciplinaridade enquanto prática de ensino. “Viabilizar um espaço de interlocução entre alunos e professores dará a chance de efetivar os saberes indígenas no ensino de História, baseado em uma metodologia integrada para o Alto Rio Negro constituindo assim, um ensino e aprendizagem que forme verdadeiramente cidadãos capazes de “restituir” a dignidade da condição humana”, afirmou Letícia.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), São Gabriel da Cachoeira é o…

:: LEIA MAIS »

Presidenta Dilma homologa mais duas terras indígenas

FotoMário%20VilelaFunai

Dois decretos presidenciais publicados no Dia´rio Oficial  da União de hoje (2) confirmam a demarcação administrativa de mais duas terras indígenas. Com a homologação das reservas Piaçaguera, localizada em Peruíbe (SP), e Pequizal do Naruvôtu, em Canarana e Gaúcha do Norte, em Mato Grosso, chega a três o número de áreas indígenas homologadas apenas no último mês. No período, áreas que vinham sendo reivindicadas há anos foram reconhecidas como territórios tradicionais indígenas e o Conselho Nacional de Política Indigenista foi instalado.

De 2011 a 2015, segundo dados da Fundação Nacional do Índio (Funai), a presidenta homologou 18 terras indígenas. Os anos com maior número de homologações foram 2012 e 2015, cada um com sete. Em 2011, foram homologadas três terras indígenas. Em  2013, apenas uma área foi confirmada como território tradicional indígena. Em 2014, não houve nenhuma homologação. No período, o Ministério da Justiça publicou 14 portarias declaratórias.

A Terra Indígena Piaçaguera é…… :: LEIA MAIS »

MPF/RO processa JOCUM por documentário inverídico sobre infanticídio indígena

mpf1   Ação pede que a entidade Jocum e a organização Atini paguem indenização de R$ 3 milhões por danos morais coletivos aos indígenas da etnia Karitiana

O Ministério Público Federal em Rondônia (MPF/RO) ingressou com uma ação civil pública contra a entidade Jovens Com Uma Missão (Jocum, sediada em Brasília e que possui unidade em Porto Velho) e a organização Atini. A ação é decorrente do vídeo “Hakani – Voz pela Vida”, que exibe cenas de supostas práticas de infanticídio em comunidades indígenas da Amazônia.

O vídeo é apresentado como um documentário que relata uma “história verdadeira”, dramatizada por “sobreviventes ou vítimas resgatadas de tentativas de infanticídio”. Entretanto, a encenação usou crianças e adultos indígenas da etnia Karitiana, povo que não tem a prática de infanticídio em sua cultura e que passou a sofrer diversas consequências negativas após o documentário, inclusive discriminação e preconceito.

Na ação, o MPF/RO pede que a entidade Jocum e a organização Atini sejam condenadas pela Justiça Federal a pagar aos indígenas karitianas compensação por danos morais coletivos. A repercussão do vídeo e sua utilização em diversas plataformas midiáticas foram fatores considerados pelo MPF/RO.

O vídeo foi disponibilizado em várias páginas da Internet, usado como referência nas discussões do Projeto de Lei nº 1.057 (conhecido como Lei Muwaji), originou também um livro com o mesmo nome do documentário e até hoje tem cenas exibidas pela imprensa nacional e internacional em reportagens sobre infanticídio entre indígenas da Amazônia.

Em pelo menos dois sites, as imagens dos indígenas do vídeo são… :: LEIA MAIS »

Ministério da Justiça declara terra indígena 33,9 mil hectares em MS

terena_reserva_taunay_ipegue

Área amplia a reserva Taunay-Ipegue, no município de Aquidauana.
Processo demanda ainda desintrusão, demarcação física e homologação.

Portaria do Ministério da Justiça publicada na edição desta segunda-feira (2), do Diário Oficial da União, declara como terra indígena uma área de 33,9 mil hectares no município de Aquidauana, a 131 quilômetros de Campo Grande, ampliando a área da reserva Taunay-Ipegue.

A reserva tem atualmente 6,4 mil hectares. Na área vivem cerca de 5,5 mil indígenas da etnia terena, conforme estimativa do coordenador técnico local (CTL) da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Aquidauana, Alzimiro Dias.

O processo demarcatório da área foi iniciado em 1985 pela Funai e diante da demora resultou em uma série de conflitos entre indígenas e os produtores rurais das cerca de 32 propriedades que deverão ser afetadas pela ampliação da reserva.

O último episódio dessa disputa ocorreu em julho do ano passado, segundo Dias, quando foram ocupadas três propriedades na região, as fazendas Ouro Preto, Cristalina e….. :: LEIA MAIS »

Saúde – Vacinação atenderá 120 mil indígenas de todo o País

acd02a35-4e8c-4b12-9e7f-a7234587fcdf

Ação tem objetivo de imunizar cerca de 120 mil índios que vivem em aldeias do Brasil

Todos os 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) do Brasil receberam uma força-tarefa para imunizar cerca de 120 mil indígenas que vivem em aldeias de todo o País. Até o término da ação, mais de três mil profissionais terão a disposição 202 mil doses de diferentes vacinas.

O objetivo é atualizar a caderneta de vacinação dos índios, incluindo os que vivem em populações isoladas. A cerimônia de abertura do mês de vacinação será realizada na Aldeia Ypegue, em Aquidauana, em Mato Grosso do Sul.  O Mês de Vacinação da População Indígena (MVPI) integra a Semana de Vacinação nas Américas, liderada pela… :: LEIA MAIS »

Miss e Mister Indígena são eleitos por etnias Suruí e Cinta Larga em Cacoa

dsc_0779

Miss e Mister foram escolhidos no último sábado
(30), em Cacoal (Foto: Rogério Aderbal

Dia do Índio, no último sábado (30), foi marcado por uma série de atividades em Cacoal  (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho. Apresentações de artes e técnicas tradicionais, danças, pinturas corporais, artesanatos e a escolha da Miss e do Mister Indígena aconteceram na praça municipal Jorge Teixeira de Oliveira.

Um dos momentos mais esperados foi o desfile dos candidatos à Miss e Mister indígena de Cacoal. Vinte e quatro jovens subiram na passarela e foram avaliados nos quesitos beleza natural, ornamentação, simpatia e expressão corporal e facial.  No fim, foi realizada a coroação dos vencedores e entrega das faixas de Miss e Mister Simpatia 2016. O vencedor Jacó Suruí, de 15 anos, conta que não esperava….. :: LEIA MAIS »

Condenado por matar o índio Galdino será servidor no Tribunal de Justiça

michel-temer

Max Rogério Alves passou em concurso no órgão que o condenou há 15 anos

BRASÍLIA – Um dos assassinos do índio Galdino Jesus dos Santos, morto em 1997 após ser queimado enquanto dormia numa parada de ônibus em Brasília, Max Rogério Alves foi aprovado em concurso público para trabalhar no Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT). Condenado em 2001 por homicídio triplamente qualificado, conseguiu benefícios raros para um sentenciado por crime hediondo, de acordo com a lei da época, como liberação para fazer faculdade. A formação em direito é requisito do cargo de analista judiciário que Max poderá ocupar.

Ao GLOBO, Max disse acreditar que a condenação por ter matado Galdino não o impedirá de tomar posse no cargo, com salário de R$ 8,8 mil, sustentando que nem o edital do concurso nem lei específica preveem tal vedação. Pelas regras da seleção pública, os candidatos têm de apresentar certidões criminais negativas dos últimos cinco anos e não podem contar com “qualquer ato desabonador” na vida pregressa, a menos que o caso tenha transitado em julgado. Os requisitos deixam Max, que já…….. :: LEIA MAIS »

SBT visita tribo indígena

RHOQUEOK

O apresentador do SBT,  Rhoque Malizia passou por uma experiência incrível em sua recente viagem ao Mato Grosso, onde teve a oportunidade de visitar aldeias indígenas, em Campo Novo do Parecis.

A primeira parada, que vai ao ar no Turismo e Aventura deste domingo (1º de maio), foi na tribo Wazare. Com a parceira de programa, Renata Sartório, ele conheceu as tradições, provou da culinária e participou de danças e jogos nativos.

“Andamos de barco pelo Rio Verde, aprendi como se caça com arco e flecha, cantamos e dançamos numa comemoração indígena”, conta Rhoque, que ainda interagiu bem com crianças, ávidas em conhecer as novidades do mundo fora da aldeia. E por lá, o apresentador até descobriu um novo talento musical: “Conhecemos um jovem índio, que tem o sonho de ser cantor sertanejo”, revela.

Vale lembrar que o Programa Turismo e Aventura é vice-lider de audiência no horário e tem sempre entrevistas e lugares interessantes para apresentar aos telespectadores. Vejo sempre!

Crédito foto: Divulgação/Thiago Boavida

Miss e Mister Indígena eleitos para comemorar dia do índio em RO

mister indigena

Miss e Mister Indígenas de Rondônia

No mês em que se comemora o Dia do Índio, a Fundação Cultural de Cacoal (RO), cidade distante 480 quilômetros de Porto Velho, irá realizar a escolha do Miss e Mister Indígenas 2016. No evento apresentações de atividades lúdicas, pinturas, danças, exposição de artesanatos e o jogo de vôlei envolvendo índios e não indígenas também acontecerão. O evento que irá ocorrer no sábado (30) contará com a participação dos índios das etnias Cinta Larga, Suruí e Apurinã.

De acordo com o presidente da Fundação Deneval Mendes, a comemoração é importante, pois é uma forma de homenagear os primeiros moradores do Brasil. “Além de ser uma forma de homenagear os indígenas que sempre contribuíram para o crescimento do Brasil, o grande momento será a escolha do miss e mister Indigena, quando será realizada a troca de faixas”, destacou o presidente

O evento, que foi criado para valorizar o indígena, será realizado no sábado (30), na Praça Municipal Governador Jorge Teixeira de Oliveira. O jogo de vôlei será às 15 horas na quadra em frente a praça e o desfile está previsto para começar as 19 horas.

Por trás de uma demarcação, a poderosa imagem dos índios isolados

6e5efe51-6b8a-43e8-a77b-6add4c1d40fe

Ministério da Justiça declarou TI Kawahiva do Rio Pardo, para uso exclusivo de um povo em isolamento voluntário

O Ministério da Justiça publicou, em 20 de abril, a portaria declaratória da Terra Indígena Kawahiva do Rio Pardo, no Mato Grosso, com 411 mil hectares, junto de várias outras terras que estavam na gaveta e começam a ser declaradas e homologadas pelo governo após a votação do golpe no Congresso.

Esta TI, ao contrário das outras, é para o usufruto exclusivo de um povo que vive em isolamento voluntário, pelo menos um grupo que fala a língua tupi Kawahiva. Pelo fato de os indígenas viverem em “isolamento” como uma estratégia de resistência, por muito tempo grileiros e madeireiros alegavam que eles seriam “inexistentes”. Neste caso, uma imagem valeu mais do que mil ofensas racistas aos indígenas: o registro audiovisual feito pelo sertanista da Funai Jair Candor.

Em uma expedição coordenada por Candor, em julho de 2011, ele conseguiu filmar um….. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia