WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

academia vip bahiagas


fevereiro 2018
D S T Q Q S S
« jan    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  


ENERGIA: Terra Indígena Arara é beneficiada com placas solares

Vive com sabedoria na floresta e preservar a mãe natureza. Estas são filosofias do povo Shawadawa, que vive às margens do Rio Cruzeiro do Vale, em Porto Walter, interior do Acre. A aldeia Raimundo do Vale foi contemplada com um projeto elaborado pela Ong SOS Amazônia e Secretaria de Meio Ambiente do Acre (Sema). São quarenta placas solares que serão utilizadas para gerar a energia de dez residências e uma máquina colhedora de coco babaçu para divulgar e fortalecer a marca da Pushuã. :: LEIA MAIS »

BA: Edital destina R$ 5 milhões para promoção do artesanato baiano

O Artesanato indígena dos Tupinambá de Olivença do sul da bahia, tem se destacado pela boa qualidade. Foto: Janaína Soares

os próximos 30 dias estará aberto o processo de licitação para que seja contratada uma organização social (OS) que irá trabalhar junto com a Coordenação de Fomento ao Artesanato da Bahia, vinculada à Setre. “Com este edital, teremos o reforço de uma instituição que irá apoiar a comercialização e qualificação do artesanato. Além disso, a OS poderá estabelecer parcerias com a iniciativa privada para captação de recursos que serão investidos na produção de artesanato. Também teremos a possibilidade de agregar novas tecnologias que irão oferecer mais oportunidades aos artesãos e artesãs”, ressaltou a secretária da Setre, Olívia Santana.

:: LEIA MAIS »

POLÊMICA: Cabeça de índio brasileiro exposta em museu de Viena

Cabeça cortada pelos Munduruku e transformada em troféu de guerra, em exposição em Viena – Reprodução Wikimedia Commons

Em exibição no Weltmuseum, de Viena, uma cabeça cortada usada como troféu de guerra pelos Munduruku, etnia indígena do Norte do Brasil, tem gerado polêmica entre alguns frequentadores. De acordo com reportagem do jornal “The Art Newspaper”, especialistas criticaram a instituição por mostrar restos mortais de um representante de povos originários e não fornecer informações sobre a procedência da cabeça e dos demais artefatos, datados do século XIX.

A curadora do Weltmuseum, Claudia Augustat, declara ao jornal britânico que a exposição segue as diretrizes do Conselho Internacional de Museus (Icom) para a exposição de restos humanos, mas não dá detalhes sobre como o artefato foi adquirido. :: LEIA MAIS »

POLÍTICA: Rede Discute Possível Candidatura a Deputado Federal de Indígena na Bahia

O Cacique Ramon Souza Tupinambá. Foto: Blog do Gusmão

Com o apoio da Comissão Provisória do partido em Ilhéus na Bahia, o Elo Estadual da Rede Sustentabilidade discute a pré-candidatura do Cacique Ramon Tupinambá a deputado federal no pleito deste ano. O nome da liderança ilheense também agrada comissões provisórias de outras cidades baianas. Por isso, o Elo Estadual fez o convite já aceito pelo cacique da Aldeia Tucum. Caso a candidatura se confirme, essa será a primeira participação de um índio Tupinambá na corrida para o Congresso Nacional.

:: LEIA MAIS »

Professor indígena é morto a pauladas em Santa Catarina

professor indígena Marcondes Namblá, dava aulas em uma escola indígena no Vale de Itajaí

Índio da etnia Xokleng foi assassinado a pauladas na cidade de Penha, a menos de 40 quilômetros de Balneário Camboriú, no litoral norte de Santa Catarina. Embora o crime tenha ocorrido na primeira madrugada do ano, só veio a público nesta quarta-feira (3), quando imagens registradas por câmeras de segurança foram divulgadas e várias entidades passaram a cobrar o esclarecimento do caso e punição do assassino. Segundo o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), a vítima é Marcondes Namblá, um professor que dava aulas em uma escola indígena do município de José Boiteux, no Vale do Itajaí. Formado pelo curso de licenciatura intercultural indígena da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc), Marcondes era identificado como uma das lideranças de sua comunidade, atuando para preservar a língua Laklãnõ-Xokleng. Índio vendia picolé nas férias Ele aproveitava o :: LEIA MAIS »

Justiça: solto fazendeiros envolvidos em conflito com assassinato de índio

caarapo1_0_1

Ocorrido no dia 14 de junho na fazenda Yvu em Caarapó. MidiaMax

A Justiça concedeu habeas corpus aos fazendeiros investigados pelo envolvimento no assassinato do agente de saúde indígena Clodioude Aquileu Rodrigues de Souza, 26, ocorrido no dia 14 de junho na fazenda Yvu, na região de Caarapó. O TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) concedeu liberdade para Virgilio Mettifogo, Eduardo Yoshio Tominaga, Jesus Camacho, Dionei Guedes e Nelson Buainain Filho. No último dia 3 de outubro, foi negado o pedido de liberdade provisória do envolvidos.  Na decisão do desembargador Federal Fausto de Sanctis, todos serão monitorados por tornozeleiras eletrônicas. :: LEIA MAIS »

AM: Direitos e políticas de educação e saúde para indígenas são debatidos em Manaus

O objetivo é definir estratégias e planos de ação para defesa dos direitos, das políticas e programas de educação e saúde indígenas em 2018

O III Encontro Estadual de Professores Indígenas e o II Encontro de Profissionais da Saúde Indígena do Amazonas encerram nesta quarta-feira (20), em Manaus, com a realização de uma audiência pública sobre Educação e Saúde Indígena no Estado. O evento acontece na Secretaria Municipal de Educação (Semed), no bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul. Os encontros são realizados pelo Fórum de Educação Escolar Indígena do Amazonas (Foreeia) e tem como objetivo avaliar o cenário de desenvolvimento dos direitos e das políticas públicas de educação e de saúde voltados aos povos indígenas do Brasil e do Amazonas, além de discutir e definir estratégias e planos de ação para defesa dos direitos, das políticas, dos programas e projetos de educação e saúde indígenas ao longo de 2018. :: LEIA MAIS »

MT: Mutirão de saúde bucal atende mais de 300 indígenas

Iniciativa ofereceu atividades de educação em saúde, com ações de escovação e conscientização, além de tratamento.

Mais de 300 indígenas da aldeia Curva, município de Brasnorte (MT), foram atendidos durante a ação Amigos do Sorriso, uma iniciativa da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai). A dentista Sara Nágela destaca que o mutirão de saúde bucal atendeu, pela primeira vez in loco, todos os indígenas da etnia rikbaktsa. “Utilizamos nossa unidade móvel odontológica, que é equipada para realizar as consultas e procedimentos, com a intenção de sanar as necessidades odontológicas dos indígenas.  “A saúde bucal foi promovida na ação a partir de atividades de educação em saúde, com ações de escovação e conscientização, além das atividades com foco no tratamento.

:: LEIA MAIS »

MPF cobra ações de governos para ajudar índios venezuelanos refugiados no Pará

Os Warao refugiados em Belém vivem em péssimas condições. Fonte: Agencia Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) notificou diversas instituições públicas cobrando a apresentação de planos de trabalho de assistência a indígenas venezuelanos refugiados no Pará. Integrantes da etnia Warao passaram a se deslocar para o Brasil em razão da difícil situação econômica do país natal. O MPF solicitou que as propostas de medidas sejam elaboradas e repassadas até o início de 2018. Após receber os planos, serão realizadas reuniões temáticas com a presença de representantes da etnia para avaliar e definir as ações em diálogo com cada instituição pública. No governo federal, o MPF acionou a Casa Civil da Presidência da República e os ministérios da Justiça, Relações Exteriores e do Desenvolvimento Social, além da Fundação Nacional do Índio. No plano estadual, foram notificados o governo do Pará, incluindo as secretarias de Justiça, Assistência Social, Trabalho e Educação. Na esfera municipal, foram convocadas a prefeitura e as secretarias municipais de Educação, Indígena e de Saúde.

:: LEIA MAIS »

BA: Governo do Estado lança revista com balanço de ações de 2017

FOTO: Mateus Pereira/GOVBA

O governador Rui Costa reuniu secretários, convidados e imprensa, no Salão de Atos da Governadoria, em Salvador, para o lançamento da Revista Terra Mãe 2017, na tarde desta terça-feira (19). A publicação, editada pelo jornalista Ipojucã Cabral, da Secretaria de Comunicação Social (Secom), apresenta um balanço do trabalho realizado pela administração estadual ao longo do ano e antecipa algumas entregas já definidas para 2018. “A revista é uma ferramenta que tenta resumir tudo aquilo que aconteceu no último ano. São três anos de um governo mergulhado em uma recessão. Mas, como a Bahia não atrasa salário, parece que não há crise. Estamos cumprindo nossas obrigações com absoluto rigor fiscal e de despesas”, afirmou Rui.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia