WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


São Félix do Xingu: Palco da Semana dos Povos Indígenas

A luta pela manutenção da identidade cultural dos povos indígenas é uma das principais bandeiras do cacique Aky Abro Kayapó. O cacique é a imagem das peças publicitárias da Semana dos Povos Indígenas

A expectativa é grande no município que se prepara para receber as etnias Kayapó, Tembé, Gavião, Wai Wai, Kuxuyana, Xikrin, Guajajara, Parakanã, Surui e Munduruku, que vão participar de a

A história de São Félix é a história dos povos indígenas na região. Antes da colonização, o território do município era habitado por diversos povos indígenas, dentre os quais destacam-se: Caiapós, Aruaras, Arauetés, Paracanãs e Assurinis. A presença dos povos tradicionais nestas terras, data de muito tempo, ao menos 9.500 anos, segundo dados do Museu Emilio Goeldi. Hoje, 75% da população do município é indígena.

“Este é o nosso município”, comentou o cacique Aky Abro. A escolha da imagem do cacique para as peças publicitárias da Semana foi definida pelos próprios povos, através de assembleia. Aky Abro é uma das lideranças mais atuantes na defesa dos direitos dos povos tradicionais.

:: LEIA MAIS »

Artesanato: indígenas abrem ponto comercial no centro de Rio Branco

 

 

*Maria Meirelles

Um dos alicerces da cultura indígena, o artesanato remete ao passado, ao folclore e às tradições dos povos. As peças, confeccionadas na maioria das vezes pelas mulheres, agregam beleza, arte e design, associados a um modelo de vida sustentável.

Com intuito de gerar renda para as artesãs da floresta, a Organização de Mulheres Indígenas do Acre, Sul do Amazonas e Noroeste de Rondônia instalou um ponto comercial no salão de entrada da Assessoria de Assuntos Indígenas do governo do Acre, em Rio Branco.

No local, os clientes podem adquirir biojoias, objetos de decoração em cestaria, cerâmica, encauchados e vestimentas dos povos indígenas acreanos. A loja improvisada visa suprir a demanda de comércio das indígenas.

:: LEIA MAIS »

https://mobilizacaonacionalindigena.files.wordpress.com/2017/04/1260-240px-2.png

Rituais – Índios da tribo fulni-ô promovem imersão em sua cultura

A índia Ikhetkya Waya é uma das que vai se apresentar na Casa da Águia, em São Conrado – Analice Paron

RIO — O fim da Guerra do Paraguai, em março de 1870, foi um momento de recomeço para as tribos indígenas brasileiras que lutaram ao lado da corte portuguesa. Um acordo estabelecia que terras dominadas pela Coroa lhes seriam devolvidas e passariam a ser protegidas. A volta para casa, em Pernambuco, porém, foi marcada por dificuldades. Em meio à caatinga, dezenas de índios morriam de fome ou acometidos por doenças.

:: LEIA MAIS »

Piauí: Funai é extinta e indígenas ingressam na Justiça

Comunidades indígenas dizem que extinção é ilegal

O Governo Federal decidiu extinguir a Fundação Nacional do Índio (Funai) no estado do Piauí e os representantes indígenas do estado ingressaram na Justiça contra a decisão e estão buscando o apoio da OAB e do governador Wellington Dias contra a decisão.

Os indígenas ainda estiveram reunidos, nesta segunda-feira (03), com o procurador Kelston Lages, no Ministério Público Federal e entregaram um abaixo assinado das comunidades pedindo a revogação da decisão. Além da CTL do Piauí, outras 50 foram fechadas no Brasil.  :: LEIA MAIS »

Protesto: Indígenas fecham ponte Ayrton Senna contra o governo federal

Em carta dirigida à Funai e ao MP, eles pedem a demarcação de terras e melhores condições de vida nas aldeias. Fonte: Brasil de Fato

Cerca de 450 indígenas da etnia Guarani ocupam, desde às três horas da madrugada desta segunda-feira (3), a ponte Ayrton Senna, no município de Terra Roxa, entre Guaíra (PR) e Mundo Novo (MS), no Oeste do Paraná. Entre as pautas principais da mobilização estão a demarcação dos territórios, o acesso a saneamento básico, cestas básicas, água, saúde, educação, a reforma das vias de acesso às aldeias e às escolas e a contratação de agentes de saúde e de professores.

Durante o protesto, a indígena Raquel Martins Rodrigues, da aldeia Karumbe’y, leu um abaixo-assinado dirigido à Fundação Nacional do Índio (Funai), ao Ministério Público federal e às autoridades municipais e estaduais, exigindo melhores condições de vida nas aldeias. Também participam da ação moradores das aldeias Porã, Mirim, Taturi, Jevy, Yvy Porã e Guarani. :: LEIA MAIS »

Igreja indígena de todo o Brasil avalia a evangelização

O encontro foi considerado ‘um marco’ para a Igreja brasileira – AP

Brasília (RV) – A Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e a Comissão Episcopal para a Amazônia, em parceria com a Comissão Bíblico-Catequética e Comissão Pastoral para a Liturgia, promoveram em Brasília, de 27 a 29 de março, um encontro sobre evangelização dos povos indígenas.Participaram do evento bispos em cujos territórios vivem povos indígenas, lideranças que trabalham com povos indígenas, padres, religiosas/os e lideranças indígenas das comunidades católicas. :: LEIA MAIS »

BA – Dez anos da Política de Desenvolvimento dos Povos e Comunidades Tradicionais

O Cacique Babau, presidente de honra do Mupoiba (ao centro) foi destaque na audiência.

Os dez anos da Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais foram o destaque da sessão especial na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), realizada na quinta-feira (23). A ação foi proposta pelo deputado estadual Bira Corôa, reunindo representações dos segmentos tradicionais, lideranças políticas, do movimento negro, movimento indígena, entidades da sociedade civil, de secretarias e órgãos do poder público. O Presidente de Honra do Movimento Indígena da Bahia (Mupoiba) participou do evento. :: LEIA MAIS »

DIREITOS: Impacto da reforma da Previdência nos direitos indígenas é inconstitucional

Kaingang de Campo do Meio mobilizados contra a Reforma da Previdência no Rio Grande do Sul / Cimi

A A assessoria jurídica do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) elaborou um estudo para analisar os impactos da Reforma da Previdência — a PEC 287/2016 — proposta pelo governo Temer sobre os povos indígenas. Os indígenas fazem parte da aposentadoria rural, uma seguridade especial que, segundo o estudo, está altamente ameaçada pela PEC. Analise jurídica do Cimi questiona recolhimento mensal de povos tradicionais e nivelamento de idade mínima.conclusão do parecer aponta inconstitucionalidade na proposta, uma vez que ela acabaria com a resguarda judicial especifica envolvendo o direito previdenciário indígena. :: LEIA MAIS »

Ministro da Justiça é citado na Operação Carne Fraca

Osmar Serraglio teve uma conversa gravada com um dos líderes do esquema que beneficiava empresas do setor de carnes.Fonte: G1

O ministro da Justiça, Osmar Serraglio (PMDB-PR), apareceu nesta sexta-feira (17) em conversa gravada pela Polícia Federal durante as investigações da Operação Carne Fraca, que apura um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos, com 309 mandados em 6 estados e no Distrito Federal.

Em uma ligação grampeada, Serraglio chama de “grande chefe” um dos líderes do suposto esquema, o ex-superintendente regional do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) Daniel Gonçalves Filho. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia