WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom bahia secom bahia

abril 2021
D S T Q Q S S
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


Heróis: a participação de indígenas de MS na 2ª Guerra Mundial

Ao menos 30 indígenas de Aquidauana foram para a 2ª Guerra Mundial, todos da etnia Terena.

A participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial está tendo mais um capítulo revelado pelas mãos de um curioso sul-mato-grossense, o historiador e jornalista Geraldo Ferreira. Desde 2000, ele busca indígenas da região de Aquidauana, a 141 quilômetros de Campo Grande, que tenham ido à 2ª Grande Guerra de 1939 a 1945.

:: LEIA MAIS »

ILHÉUS: EQUIPE DO HOSPITAL COSTA DO CACAU FAZ CAPTAÇÃO DE MÚLTIPLOS ÓRGÃOS

qqqqqwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwww

Após adotar protocolos rígidos de segurança sanitária, conforme orientações da Secretaria do Estado da Bahia (Sesab), o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, realizou, na última quarta-feira (30), captação de múltiplos órgãos. Esse foi o primeiro procedimento do tipo, desde o início da pandemia da Covid-19, instalada no primeiro trimestre de 2020.

Realizados três exames, dois clínicos e um complementar (eletroencefalograma), foi confirmada a morte encefálica da paciente. No diálogo realizado pela Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) do HRCC, com apoio do Serviço Social, da Psicologia e outros setores de apoio, a família decidiu pela doação dos órgãos. :: LEIA MAIS »

Prefeito indígena barrado por TRE já sofreu atentado e teve pai assassinado

O cacique Marcos, líder dos Xukuru e filho do cacique Xicão, que foi assassinado em 1998

A trajetória do indígena que foi eleito prefeito no município de Pesqueira (PE) Marcos Luidson de Araújo, 42, o Cacique Marquinhos – impedido de tomar posse nesta sexta-feira (1) por decisão do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Pernambuco – e de sua família se confunde com a história dos últimos 30 anos de sua etnia Xukuru. :: LEIA MAIS »

Líder Pataxó morre de Covid na Costa do Descobrimento

 Capturar
A comunidade indígena da Costa do Descobrimento está de luto pela morte de uma grande liderança, Jaguatiri Pataxó. Nas redes sociais, muitos amigos lamentaram a morte do indígena. Jaguatiri também foi brigadista do Ibama. O índio morreu vitima de Covid. O Instituto Pataxó de Etnoturismo divulgou uma nota nas redes sociais lamentando o fato. “É com muita tristeza que anunciamos o falecimento de Jaguatiri Pataxó, que passou pela Reserva da Jaqueira e se tornou uma grande liderança e brigadista do Ibama. Seu falecimento foi pelo Covid-19, levando a um ataque cardíaco. A Comunidade da Reserva Pataxó da Jaqueira lamenta muito a morte desse jovem guerreiro. Ele era um grande exemplo para nós. Que Deus conforte toda família”. (O Baianão)

BA: Primeira Indígena eleita Presidente da Câmara de Vereadores em Santa Cruz Cabrália

DSC_0258_zz2fe4b6e0c6

Rita Soraia, primeira indígena eleita Presidente da Câmara de Vereadores de Santa Cruz Cabrália

Em 1º de janeiro de 2013, ela tomou posse, pela primeira vez um indígena para Câmara Municipal, onde exerceu a função de vereadora até dezembro de 2016.
Na área da saúde, destaca-se pelo carinho, atenção e um excelente serviço prestado à comunidade. Soraia Alves foi Diretora Administrativa do Hospital Municipal de Cabrália, de Janeiro de 2006 a Dezembro de 2008.

:: LEIA MAIS »

Bolsonaro veta proteção de despesas com vacinas, combate à pandemia e indígenas

bcae4591875114db27ae67c03c949da3f0e7b7d1

Por Vandson Lima e Fabio Murakawa,

Entre os gastos que perdem a blindagem, estão despesas com ações vinculadas à produção de vacinas contra o coronavírus e a imunização da população, combate à pobreza e fiscalização nas terras indígenas

O presidente Jair Bolsonaro vetou trechos da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que protegiam um série de despesas da possibilidade de limitação de empenho em 2021 – ou seja, de um eventual contingenciamento caso a receita prevista não se realize. :: LEIA MAIS »

Austrália muda hino nacional para refletir seus 60 mil anos de história indígena

Olivia Fox canta o hino nacional da Austrália na língua eora durante partida de rúgbi em 2020Foto: Dean Lewins/EPA-EFE/Shutterstock

A Austrália acordou para um novo ano nesta sexta-feira (1º) – e com um hino nacional ligeiramente diferente. O hino, “Advance Australia Fair”, foi ajustado para reconhecer a história e as comunidades indígenas do país, anunciou o primeiro-ministro Scott Morrison na noite de quinta-feira, horas antes da chegada de 2021.

A primeira linha, “Todos nós australianos, vamos nos alegrar, pois somos jovens e livres”, terminará agora com “um e livre”. :: LEIA MAIS »

BA: Primeiro vereador indígena em Ilhéus toma posse

De cocar e terno, o primeiro representante indígena a compor a Câmara Municipal de Ilhéus no Sul da Bahia, o vereador indígena Cláudio Magalhães Tupinambá (PCdoB), acompanhado por seu irmão Élvio Magalhães, tomou posse na manha de sexta-feira (1).

Em seu discurso de posse o vereador indígena abriu sua fala saudando os presentes, agradecendo aos eleitores e colaboradores, e dedicou a sua vitória a sua família, em especial a memória de sua mãe e de seu pai.

Clique AQUI assista na íntegra todo o discurso de posse do vereador Cláudio :: LEIA MAIS »

Bolsonaro esvazia lei que garante proteção a indígenas durante a pandemia. Veja a íntegra

Os Tupinambá de Olivença, celebrando a caminhada do Cururupe em Ilhéus na Bahia. Foto: Walney Magno

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com vetos, a lei que estabelece medidas preventivas contra o coronavírus em comunidades indígenas, quilombolas e outros povos tradicionais durante a pandemia. Bolsonaro vetou, entre outros pontos, a exigência de fornecimento de acesso a água potável e distribuição gratuita de materiais de higiene, limpeza e de desinfecção para as aldeias indígenas.

Ele também barrou a obrigatoriedade de o Executivo liberar verba emergencial para a saúde indígena, instalar internet nas aldeias
:: LEIA MAIS »

Indígenas criam barreira para conter Covid-19 na Amazônia

xcovid19aldeiasindigenas.jpg.pagespeed.ic.Nn2xNK0ob1

É a Guarda Civil Indígena que controla a entrada principal da aldeia indígena de Umariaçu II, próxima à cidade de Tabatinga (AM). Formado por membros da comunidade, o grupo só permite a entrada de moradores ou visitantes autorizados. Além disso, exige o uso de máscara. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia