AUDIENCIA 2

A Frente Parlamentar Ambientalista da Assembleia Legislativa do Estado, estará realizando na próxima segunda-feira (30), uma Audiência Pública para tratar da Violação dos direitos da Comunidade Tradicional Extrativista de Campinhos no município de Belmonte, em área de abrangência da RESEX de Canavieiras.

A Audiência que acontecerá  na Associação dos Pescadores e Agricultores de Campinhos, atendendo as denúncias formuladas pela Associação Mãe dos Extrativistas da RESEX de Canavieiras, que visa proteger cerca de 200 famílias que vivem na região de várzea entre o rio Jacaré e o rio Jequitinhonha. Com mais de 300 anos de existência na comunidade, os moradores estão ameaçadas pelo desmatamento e escavação de grandes valas para drenagem dos Brejos Costeiros, em área preservada e único manancial de água da comunidade.

A A MAQUINA LACRADA 2

Maquina aprendida e lacrada pelo ICMBio

O Ministério Público Federal e Ministério Público Estadual além de outros órgãos de fiscalização estadual e federal já se pronunciaram no caso, diante da gravidade dos crimes. Clique nos links:  PROVIDÊNCIAS MPs (01)   PROVIDÊNCIAS MPs (02)   e veja os encaminhamentos já efetivados pelos Ministério Público Federal e Ministério Público Estadual.

Marcelino Galo e o representante da CONFREM Carlos dos Santos, discutindo a importância das Reservas Extrativistas para o Desenvolvimento socioeconômico em audiência. Foto: W&M

A audiência pública para discutir a situação de ameaças a biodiversidade e aos povos tradicionais, contará com as presenças de autoridades do Ministério Publico Federal, Ministério Publico Estadual, Instituto Chico Mendes, Defensoria Publica da União, IBAMA, Secretaria de Meio Ambiente do Estado, Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Bahia – CESPECT, Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa da Bahia.

O ato público será conduzido pelo deputado estadual Marcelino Galo, que é coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista da Assembleia Legislativa, com as presenças de parlamentares estadual e federal e autoridades públicas.

Da Redação