WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

embasa nota premiada


janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


CRIME AMBIENTAL: Pescadores encontram mancha de óleo nas praias do Guaiú, em Santa Cruz Cabrália

7c969dd0-bc10-4b22-a23f-3a06cc240d4f-696x522 (1)

Moradora do local fotografou água do mar porque achou estranha a coloração escura – Foto: Maria Santos

*Rose Marie Galvão

Moradores e pescadores do distrito de Guaiú, em Santa Cruz Cabrália, na Costa do Descobrimento, denunciaram um derramamento de óleo no mar, junto à praia em frente à barraca da Maria Nilza. O local é considerado um verdadeiro paraíso turístico por suas praias virgens e rios pouco explorados⋅ encontram mancha de óleo nas praias do Guaiú, em Santa Cruz Cabrália, no Extremo Sul do estado :: LEIA MAIS »

BA: SAMU 192 RECEBEU 17.830 CHAMADAS EM ILHEUS

imagesEm dezembro último, houve um aumento significativo nas ligações para o número 192. Ao todo, mais de 530 atendimentos em relação ao mês de novembro, um total de 17.830 chamadas. O serviço em Ilhéus dispõe de três ambulâncias básicas, uma avançada e de uma motolância. :: LEIA MAIS »

MPF investiga violações dos direitos indígenas em Minas Gerais

Representação da etnia Xacriabá levou à abertura do inquérito

O Ministério Público Federal de Minas Gerais instaurou um inquérito para investigar ameaças a territórios indígenas no Estado. As investigações foram motivadas por uma representação apresentada pela etnia indígena Xacriabá, que vive no Norte de Minas. A tribo pediu providências contra a medida do Governo Federal que transferiu as atribuições da Fundação Nacional do Índio (Funai) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. :: LEIA MAIS »

DF: Índios protestam contra Ida da Funai para o ministério da Agricultura

Grupo de índios exigia reunião com o presidente eleito no Centro Cultural Banco do Brasil. mateus ferraz / Agência RBS

Um grupo de índios da etnia guarani fez um protesto nesta sexta-feira, 18, em Ubatuba, litoral norte do Estado de São Paulo, contra a transferência da Fundação Nacional do Índio (Funai) para o Ministério da Agricultura. Líderes dos indígenas protocolaram uma ação no Ministério Público Federal (MPF), em Caraguatatuba, pedindo que sejam tomadas medidas para reverter a decisão do governo federal. :: LEIA MAIS »

SC: Aldeia Piraí lança documentário sobre cultura indígena e convida comunidade para assistir

Para Tainara, para além da novidade de operar uma câmera e produzir, efetivamente, um filme que conta a história do seu povo. Foto: Eduardo Montecino/Opnews

Aprendi mais sobre a nossa história da nossa cultura, percebi que é importante registrar o que eles dizem, o que eles ensinam. Porque algumas pessoas não sabem do nosso passado e é importante que eles saibam, conheçam, respeitem”. A fala da jovem Tainara Veríssimo resume o objetivo de toda uma produção que levou cerca de 11 meses para ser concluída e está prestes a ser lançada.

:: LEIA MAIS »

BA: Governo do Estado lança publicação com experiências voltadas para a agricultura familiar

Com experiências, pesquisas e atividades de extensão, voltadas para a agricultura familiar e o desenvolvimento rural no estado da Bahia, foi lançado, nesta quarta-feira (16), no Auditório da Secretária de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE), em Salvador, o livro Anais do Simpósio de Pesquisa e Experiências em Agricultura Familiar. A ação é promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado da Bahia (SDR), por meio da Coordenação Executiva de Pesquisa, Inovação e Extensão Tecnológica (Cepex), em parceria com a Rede Baiana de Pesquisa, Ensino e Extensão para o Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar. :: LEIA MAIS »

BIOFÁBRICA E PARCEIROS DO PAT MANDIOCULTURA IMPLANTAM 15 MANIVEIROS NO EXTREMO SUL

Agricultores familiares instalam maniveiros no extremo sul da Bahia. Foto: Divulgação

O Instituto Biofábrica de Cacau, do Governo da Bahia, e as instituições parceiras do Plano de Ação Territorial da Mandiocultura (PAT Mandiocultura) implantaram 15 maniveiros, sete unidades demonstrativas e um maniveiro-guardião no Território de Identidade Extremo Sul em um ano. A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e a Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) proporcionaram, ao longo de 2018, a entrega de 68.000 mudas de variedades indexadas para a implantação dessas unidades no território :: LEIA MAIS »

Índios denunciam invasão de terras indígenas no Maranhão

Foto: Sebastião Salgado

Os Awá Guajá são definidos pela Funai como “de recente contato”. A maioria só fala Guajá. Antonio Guajajara, da Terra Caru, falou que eles estão correndo extremo perigo. Existem também desse mesmo povo, alguns grupos isolados, ou seja, os que recusam contato.

No Maranhão os remascentes de Floresta Amazônica estão em três terras indígenas: Awá Guajá, na qual fiz a reportagem, Caru, onde vivem os Guajajara e onde tem mais duas aldeias de Awá e a TI Alto Turiaçu onde vivem os Ka’apor. :: LEIA MAIS »

Sem defesa, sem identidade: indígenas definham nas prisões

“Não tenho advogado… O dia que me chamaram na delegacia, eu fui de medo… (Falaram:) ‘se você não assinar esse crime você vai apanhar'”, disse ele, questionando a conduta da polícia.

As condições de encarceramento de indígenas no país devem piorar no governo do presidente Jair Bolsonaro, afirmam ativistas e advogados, o que agrava situação encontrada em investigação da Thomson Reuters Foundation que revela que muitos indígenas cumprem pena sob acusações duvidosas e sem acompanhamento de um advogado.

Com a terceira maior população carcerária do mundo, as condições de superlotação e violência nas prisões brasileiras aumentam e a situação dos detentos indígenas é ainda pior, pois a eles é negado suporte linguístico e jurídico, levando a penas mais severas e indevidas. :: LEIA MAIS »

POLÍTICA: STF manda suspender investigação contra Queiroz, diz MP

Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL), em entrevista ao SBT antes de passar por cirurgia em São Paulo Foto: Reprodução/SBT / Estadão Conteúdo

Em comunicado desta quinta-feira, o Ministério Público do Rio de Janeiro informa que os procedimentos investigatórios para apurar irregularidades detectadas pelo Coaf estão suspensas

Ministério Público do Rio informou que uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou, nesta quinta-feira, a suspensão do procedimento investigatório criminal que apura movimentações financeiras atípicas do ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), Fabrício Queiroz, e de outros assessores da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O pedido foi feito pela defesa de Flávio, filho do presidente Jair Bolsonaro. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia