WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

policlinica itabuna

outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


Ilhéus: Ação Tupinambá de Olivença executará projeto de combate ao trabalho infantil indígena

A Procuradora do Trabalho, Bradiane Ribeiro Farias, ressaltou a responsabilidade e importância da ação nas comunidades indígenas.

O Projeto Educacional de Segurança Alimentar para Erradicação do Trabalho Infantil Indígena foi lançado no dia (03/10), no distrito de Olivença, em Ilhéus, no sul da Bahia. A iniciativa conta com um investimento de cerca de R$ 350 mil reais do Fundo de Promoção do Trabalho Decente (Funtrad) e Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte.O projeto terá duração de 15 meses e vai promover intervenções educacionais, nutricionais e de lazer em cinco aldeias Tupinambá da região: Itapuã, Ygalha, Tupã, Olho d’Água e Acuípe de Cima. Serão beneficiadas, diretamente, 200 crianças e adolescentes, entre 6 e 13 anos. De forma indireta, 600 pessoas em situação de vulnerabilidade social serão contempladas.

O secretário Davidson Magalhães, da SETRE, fala durante o lançamento.

“Os Tupinambá de Olivença estão abaixo da extrema pobreza. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) do grupo indígena é inferior à média de Ilhéus, situação que indica a existência de muitas crianças fora da escola e, consequentemente, em situações de risco, como o trabalho infantil.O projeto visa exatamente mudar essa grave realidade”, destacou o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Davidson Magalhães, durante o lançamento.

Representantes da Setre e lideranças local na foto com o Secretário Davidson Magalhães.

Executado pela Associação Indígena Tupinambá de Olivença, o projeto prevê oficinas sobre alimentação saudável, horta comunitária, técnicas agrícolas, empreendedorismo, educação ambiental, brincadeiras populares, pintura, música e brinquedoteca na roça.

A cacique Valdelice do Amaral, destaca a importância da iniciativa.

“O projeto vem em um momento crucial de ataques aos direitos das populações indígenas e à legislação trabalhista, que têm impactos também na vida de crianças e adolescentes”, ressaltou o diretor da associação, Cláudio Magalhães.

O cacique Sival Magalhães, agradeceu ao secretário Davidson Magalhães, pela atenção aos povos indígenas da Bahia.

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia