Assista (CLICANDO AQUI) a uma matéria completa na TV Santa Cruz

Os Jogos Estudantis Indígenas do Povo Pataxó Hãhãhãe aconteceram entre os dias 1 e 2 de maio, na Aldeia Catarina Paraguaçu, para comemorar os 9 anos de conquista territorial dos Pataxó Hãhãhãe do município de Pau Brasil e região.

Jovens e anciões participaram da celebração cultural e esportiva na aldeia

Vacinados contra a Covid-19, cerca de 60 atletas indígenas participaram das competições, com as modalidades disputadas: arco e flecha, corrida com Maracá, arremesso de Tacape, além de lutas corporais. As atividades incentivam a preservação cultural e esportiva, além de celebrar a conquista do território que aconteceu exatamente no dia 2 de maio.

Indígenas se divertiram durante todo o evento

Durante o evento o líder indígena Cacique Gerson Pataxó, que morreu acometido pela Covid-19, e que foi uma das maiores lideranças responsáveis pela conquista do território, foi homenageado com um memorial Pataxó Hãhãhãe “Luta e Resistência”, que dentro desse espaço mostra fotos e conta a história de quem lutou, e daqueles que já se foram Também.

A coordenadora dos Jogos Edenísia Pereira destacou a importância do evento como forma de cultuar os costumes e tradições e puder homenagear os guerreiros

Para o novo coordenador do Movimento Unido de Povos e Organizações Indígenas da Bahia (MUPOIBA), Agnaldo Pataxó, acredita  que ações como essa não só serve para demonstrar os avanços da luta do movimento, bem como uma forma de expressarem a cultura de um povo lutador e vitorioso “celebrar as conquistas de forma em contribuir no resgate de nossa cultura, e no crescimento de um povo, nos torna muito mais fortes”, destacou Agnaldo.

INDIA CORRE

Os Jogos Indígenas Estudantis do Povo Pataxó Hãhãhãe e foi realizado pela comunidade local, que envolveu diretamente estudantes, lideranças e anciões indígenas, promovendo um conjunto de integração e a socialização do pensamento e visão indígena acerca da verdadeira história.

COOOOODA

O projeto teve o apoio do governo Estadual da Bahia através da Secretaria de Cultura e do Centro de Culturas Populares e Identitárias (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.