WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

bahiagas

dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: 26/dez/2016 . 11:25

Encontro de Pajés: “Nossa resistência e nossa história são mantidas pela espiritualidade”

Foto e Texto: Haroldo Heleno/Cimi Regional Leste

Era noite de lua cheia quando os maracás começaram a tocar na Terra Indígena Caramuru Catarina Paraguaçu, no sul da Bahia, no último dia 12 de dezembro. A cabana do cacique Nailton Pataxó Hã-hã-hãe estava tomada por 30 representantes Pataxó e Tupinambá de Olivença, além indígenas do próprio povo do cacique. Por lá chegaram ainda os Xakriabá do oeste da Bahia (Coco) e do norte de Minas (São João das Missões). Com eles apareceram ainda os Mongóio-Kamakã de Vitória da Conquista. Após as boas vindas do anfitrião, por volta das 19h30, teve início um grande ritual que perdurou por toda a noite parando apenas às 24 horas. Foi assim a abertura do Encontro de Pajés que teve como tema: “Nossa Resistência e nossa História são mantidas pela nossa espiritualidade”.

:: LEIA MAIS »

Turismo: tradição indígena e belezas naturais

Campo Novo do Parecis une tradição indígena e belezas naturais

A 400 km de Cuiabá, a principal produtora brasileira de girassol e milho de pipoca, Campo Novo dos Parecis, se tornou conhecida como “a terra do etnoturismo”, por conta da hidrografia privilegiada. O município é cortado por seis rios e atualmente possui 12 aldeias indígenas. Um projeto da prefeitura local e de líderes indígenas, em parceria com o Governo do Estado, foi lançado em 2016 para estimular o turismo na região, aliando a natureza privilegiada e a cultura indígena à ‘Rota Parecis’ – primeiro roteiro indígena de turismo de Mato Grosso. :: LEIA MAIS »

Zika vírus: Bahiafarma inicia envio de testes rápidos para Ministério da Saúde

Bahiafarma produz dispositivos de teste rápido do Zika vírus

A Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico, Fornecimento e Distribuição de Medicamentos (Bahiafarma) começou o envio dos 3,5 milhões de testes rápidos de diagnóstico do Zika Vírus, adquiridos pelo Ministério da Saúde junto ao laboratório público baiano. Os dispositivos, que serão distribuídos pelo órgão federal para todo o Brasil, estão sendo encaminhados à Central Nacional de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos. (Cenadi), no Rio de Janeiro. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia